Polícia

Pai transporta duas crianças sem cintos e arrasta bombeiro ao tentar fugir

Flagrante aconteceu na Avenida Costa e Silva e o homem estava com a CNH suspensa

Midiamax Publicado em 05/07/2015, às 14h49

None
_mg_3752_interna_1.jpg

Flagrante aconteceu na Avenida Costa e Silva e o homem estava com a CNH suspensa

Um homem de 27 anos arrastou um sargento do Corpo de Bombeiros por aproximadamente 150 metros depois de ser flagrado transportando duas crianças sem cintos de segurança na Avenida Costa e Silva, próximo da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). O fato aconteceu na manhã deste domingo (5), em Campo Grande, quando o rapaz tentou fugir dos militares.

Segundo o sargento Nunes Nóia, ele conduzia uma UR (Unidade de Resgate) do Corpo de Bombeiros, quando no semáforo que fica no cruzamento da Avenida Fábio Zahran com a Avenida Costa  e Silva, reparou que o motorista de um Gol, placa KMH-1242, de Jaraguari, estava com duas crianças sem cintos no carro, uma delas no banco da frente.

“Sinalizei para ele colocar o cinto, mas ele arrancou e furou o sinal. Fui atrás dele e desci para ver o que estava errado, nisso ele tentou sair com o carro para trás, mas não conseguiu, tentou para o lado, mas a UR estava no caminho”, conta Nóia. Assim que se aproximou da janela para conversar com o suspeito, ele arrancou.

“Eu estava muito perto não deu tempo de sair, segurei na janela e ele foi me arrastando”, relata o sargento, que foi levado por aproximadamente 150 metros. O condutor do Gol só parou depois que os outros militares da equipe entraram na frente do carro com a viatura e o obrigaram a reduzir a velocidade.

Durante o trajeto, o sargento pediu para que o condutor parasse o veículo, em troca ouvia para que ele se soltasse. Depois do susto, foi constatado que o condutor, que não quis se identificar, havia perdido a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) por direção perigosa e tinha ainda passagens por furto e desacato.

Questionado pela equipe do Jornal Midiamax sobre o que teria acontecido, o homem respondeu: -“não te devo satisfação”. Segundo o Corpo de Bombeiros o condutor será autuado por todas as infrações de trânsito que cometeu e também será levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) por desobediência. 

Jornal Midiamax