Polícia

Oito são presos por tráfico de drogas durante Operação Santo Cristo

Uma caminhonete furtada foi apreendida

Renata Portela Publicado em 29/09/2015, às 14h33

None
img-20150929-wa0052.jpg

Uma caminhonete furtada foi apreendida

Equipes policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), prenderam oito pessoas na tarde de segunda-feira (28), durante operação realizada no Loteamento Cristo Redentor, na região leste da Capital. Os presos durante a operação, denominada Santo Cristo, responderão por tráfico de drogas.

Jorge Mendonça, o ‘Paraguaio’, de 38 anos, Eder José Ferreira da Silva, de 25 anos, Roque Neres da Silva, de 49 anos e Wellington Lopes de Oliveira, de 25 anos, já tinham mandado de prisão em aberto. Com eles, Josiane Oliveira Nunes, a ‘Jô’, de 22 anos, o marido Mário Augusto Mendes de Oliveira, de 28 anos, e Jairo Dionísio Ferreira, de 27 anos, foram presos em flagrante.

De acordo com o delegado João Paulo Sartori, após denúncias, os policiais foram até a casa onde estavam os sete suspeitos, localizada na Rua Maria José de Oliveira Leite. Com eles, foram encontradas uma munição calibre 12, porções de cocaína e de maconha, que foram apreendidas. Além do entorpecente, também foi encontrada uma caminhonete S10, que havia sido furtada na manhã de segunda-feira.

Ainda segundo o delegado, documentos de um policial militar foram encontrados na casa. O policial era responsável por uma viatura, que foi furtada neste ano pelos suspeitos, mas que também já foi recuperada. O delegado Sartori afirma que há indícios de que a quadrilha é especializada em roubos e furtos de caminhonetes, que trocavam por drogas. Alguns suspeitos furtavam os veículos, outros guardavam e outros levavam as caminhonetes até o Paraguai, onde trocavam pela droga.

Durante as abordagens, em uma casa vizinha, Claudecir Rodrigues, de 29 anos, o ‘Tatinha’, também foi preso em flagrante. Havia suspeita de que na casa dele também funcionava um ponto de venda de drogas. No local, foram encontradas porções de maconha, uma balança de precisão, papéis para embalagem e um simulacro de arma de fogo.

Os oito presos foram indiciados por tráfico de drogas, associação criminosa e porte de munição. Segundo a polícia, Wellington já foi encaminhado para o presídio. Parte dos suspeitos ainda deve ser autuada por furto.

Jornal Midiamax