Polícia

Motorista procura delegacia e diz que foi assaltado por travesti na Capital

O travesti teria entrado no carro sem permissão

Diego Alves Publicado em 05/04/2015, às 18h17

None
depac_piratininga-gw_1.jpg

O travesti teria entrado no carro sem permissão

Um motorista de 30 anos, procurou a delegacia onde informou que foi assaltado por um travesti em Campo Grande, na manhã deste domingo (5). A vítima disse na delegacia, que por volta das 8 horas, ele deu carona ao seu irmão até o Terminal Morenão, região sul da Capital.

Após ele descer, o motorista entrou em uma rua próxima, momento em que teria sido surpreendido pelo autor. De acordo com o homem de 30 anos, o travesti entrou no carro sem permissão e ordenou que ele o levasse até a rua de trás do Corpo de Bombeiros da Avenida Costa e Silva.

No local, o ladrão teria dito que era para a vítima pagar pela voltinha. O motorista então teria falado que não pagaria por voltinha nenhuma, momento em que foi ameaçado. O travesti teria falado que era portador de HIV e caso não entregasse o dinheiro, ele iria furá-lo com um estilete. Diante da ameaça a vítima disse que entregou o dinheiro.

Na delegacia, o comunicante foi informado que caso o depoimento fosse falso, iria responder por prestação falsa de crime. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), Piratininga.

Jornal Midiamax