Um dos mais famosos pontos turísticos de Paris, Museu do Louvre foi fechado neste sábado (14), após receber ameaça de bomba. Outro local que precisou também ser desocupado foi o Palácio de Versalhes.

O serviço de comunicação do Louvre, o museu mais visitado do mundo, afirmou que ninguém ficou ferido e nenhum incidente foi relatado.

“Por razões de segurança, o do Louvre está fechando suas portas hoje, sábado, 14 de outubro. As pessoas que haviam reservado uma hoje serão reembolsadas”, informou a instituição em uma mensagem nas redes sociais. O local ficará fechado por todo o dia, “o tempo necessário para realizar a verificação”, afirmou um porta-voz à AFP (Agence France-Presse).

Atentado

Na noite de sexta-feira (13), a França entrou em “alerta de atentado”, o nível mais alto do sistema, um dia depois que um jovem checheno matou a facadas um professor de 57 anos, dentro do Instituto Gambetta de Arras (norte) na última sexta-feira, 13.

Autoridades francesas dizem que o ex-aluno, que já foi preso, é suspeito de radicalização islâmica. O governo também está preocupado com as repercussões na França da guerra entre e o Hamas.

A presidência francesa informou neste sábado, 14, que até 7 mil militares da operação “Sentinela” serão mobilizados até segunda-feira por todo o território francês em resposta aos alertas terroristas. Desde 2012, ataques jihadistas na França mataram 272 pessoas e feriram 1.200, principalmente em 2015 e 2016.


Saiba Mais