Proveniente do Brasil fábrica da Nespresso importa grãos de café, mas recebe carga de cocaína, na Suíça

A polícia constatou que a cocaína apreendida tem 80% de pureza e um valor de mercado de mais de 50 milhões de francos suíços
| 06/05/2022
- 09:22
Proveniente do Brasil fábrica da Nespresso importa grãos de café, mas recebe carga de cocaína, na Suíça
Foto: Divulgação

Foram apreendidos na última quinta-feira (5), na Suíça, mais de 500 quilos de cocaína provenientes do Brasil. A droga estava em sacos de de café e foram entregues a uma fábrica da Nespresso.

Os funcionários da fábrica em Romont, na Suíça, perceberam um pó branco misterioso nos sacos de grãos de café e alertaram as autoridades do país, na segunda-feira (2).

A polícia constatou que a se tratava de cocaína, segundo as investigações iniciais, o envio foi proveniente do Brasil, porém, não foi informado em qual porto a mercadoria foi embarcada.

A polícia informou ainda, que a cocaína apreendida tem 80% de pureza e um valor de mercado de mais de 50 milhões de francos suíços (US$ 51 milhões), equivalente a R$ 255 milhões de reais.

O ministério Publico abriu uma sobre o caso, segundo as autoridades, as unidades que continham a droga foram paradas e a substantiva não contaminou as outras mercadorias. "Toda a droga estava destinada ao mercado europeu", concluiu a polícia suíça.

Veja também

Putin vai visitar o Tajiquistão e o Turcomenistão e, na sequência, irá à Indonésia

Últimas notícias