Passageiros podem enfrentar atrasos em voos no nesta sexta-feira, 23, já que funcionários públicos que verificam passaportes entraram em , no mais recente episódio de por melhores salários, diante da alta no custo de vida. A paralisação da Border Force deve prosseguir.

Centenas de milhares de passageiros podem ser afetados, embora o governo britânico tenha dito que prepara pessoal militar e trabalhadores de outras áreas do serviço púbico para ajudar nos aeroportos. A paralisação eleva as pressões sobre o primeiro-ministro Rishi Sunak. O governo conservador tem rejeitado demandas do setor público por altas substanciais nos salários.

A inflação no Reino Unido ficou em 10,7% em novembro, puxada por preços de alimentos e energia, diante dos efeitos da pandemia da covid-19 e da invasão da Rússia na Ucrânia.

Na terça-feira passada, milhares de funcionários do serviço nacional de saúde cruzaram os braços, na segunda paralisação de 24 horas neste mês. Motoristas de ambulância, paramédicos e outras categorias também fizeram paralisação mais cedo nesta semana e planejam outra para o dia 28 de dezembro. As entregas postais, a manutenção de rodovias e os testes de direção também são afetados por graves e já há novas paralisações marcadas para o próximo ano no país. Fonte: Associated Press.