Biden e Draghi reafirmam 'prontidão' para impor custos à Rússia em caso de invasão

Casa Branca reafirmou seu compromisso com a soberania e integridade territorial da Ucrânia
| 18/02/2022
- 04:14
Agência Brasil
Agência Brasil

O presidente dos conversou nesta quinta-feira, 17, com o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, ocasião na qual os "líderes revisaram os esforços diplomáticos e de dissuasão em andamento em resposta ao contínuo aumento militar da Rússia nas fronteiras da Ucrânia". Segundo comunicado emitido pela Casa Branca, eles reafirmaram seu compromisso com a soberania e integridade territorial da Ucrânia, além de sua prontidão para impor "custos econômicos" severos à Rússia se ela invadir ainda mais o país vizinho.

Ontem, o ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi di Maio, visitou Kiev, e hoje o representante esteve em Moscou. Em conferência de imprensa conjunta após se encontrar com o homólogo russo, Sergei Lavrov, di Maio afirmou que teve um encontro "muito profundo" sobre a situação entre Rússia e Ucrânia. Segundo ele, o diálogo com o Moscou é "imprescindível", e que Lavrov ofereceu espaço para buscar uma solução diplomática, levando em conta que um conflito teria consequências desastrosas.

Di Maio defendeu os acordos de Minsk para a resolução da crise, e reforçou o apoio à soberania e integridade territorial da Ucrânia. Depois de ter também se reunido ontem com o homólogo ucraniano, Dmytro Kuleba, o ministro afirmou que a "Itália se coloca sempre como o país do diálogo".

Veja também

G7 anunciou o pacotão por meio do presidente dos Estados Unidos, que vai bancar a maior parte dos investimentos

Últimas notícias