O futebol na realizou sua última rodada no fim de semana. O retorno está marcado para o dia 7 de janeiro e Olaf Scholz explicou que o anúncio é justamente para as equipes não negociarem entradas com antecedência.

“A medida visa conter a propagação do vírus”, informou Scholz, que cancelou até os grandes festejos na virada do ano. O chanceler ameaça com prisão quem descumprir as regras de reuniões terem no máximo 10 pessoas. Até as queimas de fogos foram proibidas.