As vídeos-conferências já renderam boas e engraçadas histórias desde que são realizadas, mas a pandemia fez situações inesperadas se tonarem mais recorrentes.

São professores cometendo gafes, alunos sem saber que estavam com a câmera ligada e até mesmo um gato invadindo uma videio chamada de um ministro do STF (Superior Tribunal Federal).

E parece que a combinação gato e justiça mão ficou restrita ao caso do STF. Isso porque um advogado americano apareceu com “rosto de gato” durante uma audiência virtual, segundo publicado no jornal The Guardian.

Isso mesmo, quem não utilizou aqueles filtros onde o rosto da pessoa vira um gatinho, cachorrinho e diversos outros animais. Foi o que ocorreu com o advogado, mas no tribunal virtual no 394º distrito do Texas.

O juiz comentou o assunto em tom de brincadeira. “’Se uma criança usou seu computador antes de você entrar em uma audiência virtual, verifique as opções de zoom do vídeo para ter certeza de que os filtros estão desativados. Este gatinho acabou de fazer um anúncio formal sobre um caso na sessão 394”.