Mundo

EUA lançam dezenas de mísseis contra a Síria em resposta a ataque químico

50 mísseis Tomahawk 

Diego Alves Publicado em 07/04/2017, às 00h47

None
trump2.jpg

50 mísseis Tomahawk 

Os Estados Unidos lançaram mais de 50 mísseis Tomahawk contra uma base aérea na Síria na noite desta quinta (6), de onde, segundo o presidente Donald Trump, partiu um ataque químico que matou mais de 80 pessoas esta semana.

Segundo o "New York Times" os ataques aconteceram por volta das 21h30 (hora de Brasília), 3h30 na hora local da Síria.

O presidente Donald Trump, que participou nesta quinta de um jantar com o presidente chinês Xi Jinping na Flórida, confirmou a ordem. Ele diz que Assad usou um agente nervoso mortal para matar muitos. "Esta noite eu dei ordem para um ataque militar na base militar na Síria de onde o ataque químico foi lançado".

Trump fez ainda um apelo a outros países após o ataque. "Esta noite eu chamo todas as nações civilizadas para buscar um fim à matança e ao banho de sangue na Síria".

O presidente disse também que não há dúvidas de que o governo sírio usou armas químicas e que anos de tentativas prévias de modificar o comportamento de Assad falharam.

Segundo a Reuters, a emissora de TV estatal síria afirmou que uma base militar síria foi alvo de uma "agressão americana" nesta sexta (horário local) e que o ataque "levou a perdas", sem especificar quais seriam.

O Pentágono informou que as forças russas que atuam na Síria foram comunicadas sobre o ataque com antecedência e que setores da base onde havia russos foram evitados e não foram atingidos.

Jornal Midiamax