Mundo

Sem candidatos de oposição, Síria realiza eleições parlamentares

Opositores do regime de Assad boicotaram o pleito

Norberto Liberator Publicado em 13/04/2016, às 11h37

None
siria-votacao.jpg

Opositores do regime de Assad boicotaram o pleito

A Síria está realizando eleições parlamentares nesta quarta-feira (13), mesma data em que acontece em Genebra, na Suíça, a retomada de negociações de paz organizadas pela ONU.

As votações ocorrem apenas nas regiões ainda controladas pelo presidente Bashar Al Assad e, segundo críticos, seria uma farsa para criar uma sensação de legitimidade em seu regime. A oposição boicotou o processo.

Apesar do ceticismo da comunidade internacional quanto à transparência e legitimidade das eleições no país, o governo russo, aliado de Assad, declarou que elas estão “de acordo com a Constituição síria”.

É a segunda vez que o país realiza eleições desde o início da guerra, em 2011. Foram inscritos mais de 11 mil candidatos para o pleito, mas apenas 3 mil dentre eles continuaram até o fim do processo.

Segundo o juiz Hicham al-Shaar, presidente do Comitê Jurídico Supremo das Eleições, “os outros se retiraram porque não se consideraram com chances de vitória”.

Jornal Midiamax