Mundo

Rússia diz que seguirá com ações aéreas na Síria e critica comunicado dos EUA

Dmitry Peskov, classificou como inútim e grosseiro

Henrique Kawaminami Publicado em 29/09/2016, às 11h33

None
dmitry-peskov.jpg

DmitryPeskov, classificou como inútim e grosseiro

Em resposta a declaração do secretário de Estado dos EUA, Nesta quinta-feira o Krelin afirmou que a força aérea da Rússia seguirá realizando operações na Síria, e classificou como inútil e grosseiro o comunicado dos Estado Unidos.

O secretário de Estado americano, John Kerry, disse ontem em um comunicado que os Estado Unidos estão preparados para suspender sua atividade diplomática com a Rússia na Síria, e pediu para retirar seus aviões nas zonas de batalha, incluindo Aleppo.

Em resposta o porta-voz do Kremlim, Dmitry Peskov, disse em uma teleconferência com jornalistas que a Força Aérea russe continuará a apoiar as tropas do governo sírio, e prosseguirá o que chamou de “guerra ao terror”.

Jornal Midiamax