Mundo

Novo presidente das Filipinas promete ‘chacinar’ os criminosos do país

Rodrigo Duterte afirmou que será um 'ditador' contra os que 'se portam mal'

Norberto Liberator Publicado em 11/05/2016, às 12h02

None
duterte24341.jpg

Rodrigo Duterte afirmou que será um 'ditador' contra os que 'se portam mal'

O novo presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, declarou em entrevista que será um ‘ditador’ contra os que ‘se portam mal’, de acordo com o periódico catarinense Jornal Floripa. Duterte havia prometido, em campanha, ‘chacinar os maus’. Ele era prefeito na cidade de Davao, uma das maiores do país, e em sua gestão foi conhecido como ‘o carrasco’.

Duterte tinha, como uma de suas principais promessas de campanha, a execução de criminosos. Ele chegou a afirmar que sua ‘promessa solene’ era ‘extirpar a criminalidade das Filipinas’ no prazo de três a seis meses. “Claro que terei em consideração os direitos humanos. Mas ninguém me vai fazer parar. Nem mesmo as Nações Unidas", declarou à imprensa logo após o anúncio de sua vitória.

Davao, onde Duterte atualmente ocupa o cargo de prefeito, é a cidade filipina com maior número de homicídios e o segundo maior em violações de direitos humanos, no período entre 2010 e 2015. A política radical de Duterte não diminuiu os níveis de violência no local, mas o novo presidente eleito tem esperança de fazer mudanças nas leis, para que possa pôr seus planos em prática.

Jornal Midiamax