Mundo

Cachorros de Johnny Depp deixam a Australia para evitar sacrifício, diz site

Segundo informações, os animais entraram no país de forma ilegal, no jato particular do ator

Gerciane Alves Publicado em 15/05/2015, às 14h19

None
johnny.jpg

Segundo informações, os animais entraram no país de forma ilegal, no jato particular do ator

Os cachorros mais famosos do mundo – pelo menos nesta semana-, os yorkshire terrier Pistol e Boo de Johnny Depp, deixaram a Austrália, nesta sexta-feira, 15, após o Ministro da Agricultura, Barnaby Joyce, ameaçar sacrificar os animais se o ator não os tirasse do país. Segundo a ‘NBC News’, o ator  que está rodando o quinto filme da série “Piratas do Caribe” no país também passou por um inquérito com as autoridades locais para explicar o episódio.

“Os cachorros irão para os Estados Unidos ainda nesta sexta-feira”, disse o ator, através do seu representante.

Barnaby usou a sua conta no Twitter para informar que os animais já deixaram o país: “Os cachorros se foram”, escreveu ele, que também enviou um comunicado através da assessoria: “O departamento de Agricultura escoltou os dois cachorros da propriedade de Queensland (onde eles ficaram durante o período de quarentena) para o aeroporto onde eles voaram para casa, nos Estados Unidos. O departamento informou ao dono qual é a documentação necessária para repatriar os cachorros”, informou.

Segundo o Ministro da Agricultura, os animais entraram no país de forma ilegal. Eles viajaram no jato privado do ator e por isso não passaram pelo controle das autoridades.O Ministro da Agricultura australiano,  disse ao jornal “Sydney Morning Herald” que a lei australiana obriga os cães e gatos procedentes dos Estados Unidos a passar dez dias em isolamento quando chegam ao país para evitar doenças. “Só porque ele é Johnny Depp  não significa que está isento de cumprir a lei australiana”, disse.

Jornal Midiamax