Um dos seguranças da cantora Taylor Swift durante suas apresentações no ‘Eras Tour’ confirmou à Variety que voltou para Israel para lutar por seu país contra o Hamas. O homem, que pediu para que seu nome não fosse divulgado, deixou os logo que os ataques começaram.

“Tive uma ótima vida nos EUA”, disse o ex-segurança. “Consegui um que adoro, ótimos amigos que chamo de família e uma casa muito confortável. Eu não precisava ir… Mas não poderia ficar de fora enquanto famílias são massacradas e queimadas vivas em suas casas! Apenas por ser judeu ou israelense.”

O segurança fez declarações condenando o Hamas e pedindo para que as pessoas apoiem Israel durante os ataques.

“Enquanto um lado protege bebês, e idosos, o outro lado os usa como escudos humanos!!! Será um insulto aos animais em todo o mundo chamá-los de ‘animais’, mas esses não são seres humanos. Eles mataram e massacraram famílias em suas camas ao lado dos animais de estimação da família!!!! E então eles incendiaram as casas!!!! Tente imaginar isso acontecendo em sua própria vizinhança, com seus vizinhos ou com uma família que você conhece”, disparou.

Taylor Swift, que atualmente está promovendo o lançamento de seu filme ‘Eras Tour’ em diversos países, não comentou nada publicamente sobre o conflito entre Israel e Hamas.