O baterista Colin Burgess morreu neste sábado, 16, aos 77 anos de idade. Ele fez parte da formação original do AC/DC, ao lado dos guitarristas Angus Young e Malcolm Young, o baixista Larry Van Kriedt e o vocalista Dave Evans.

“Muito tristes em saber da morte de Colin Burgess. Ele foi nosso primeiro baterista e um músico muito respeitado. Memórias felizes. Rock em paz, Colin”, informou o grupo em comunicado divulgado no Instagram.

Colin Burgess chegou ao AC/DC após ter feito parte do grupo The Masters Apprentices, e teve uma passagem curta, apenas entre 1973 e 1974. De acordo com o livro AC/DC: Hell Ain't a Bad Place to Be, escrito por Mick Wall, a motivação para sua saída da banda teria sido o dia em que passou mal no palco e não concluiu um show após tomar uma bebida alcoólica. Confira o trecho da que relata o caso:

“A banda passou pela primeira de suas muitas trocas de formação quando Colin Burgess foi demitido, após desmaiar no palco em Chequers. De acordo com Burgess, sua bebida teria sido ‘batizada', fazendo com que caísse de cara no chão no meio de um número musical. Ele admite que tinha ‘bebido alguns drinques' àquela noite, mas insiste que não estava bêbado.

Ele comprou uma bebida chegando ao show e então deixou-a por meia hora para checar a bateria e ficar pronto. Quando ele voltou, simplesmente pegou o copo e tomou de uma vez. Quando foi ao palco, ‘minha cabeça estava ‘Whooh-ooh-ooh-ooh'. Fiquei surpreso. Achei que eu ia derreter. Eu rufei os tambores e continuei tocando até que fui ao chão'.

Ele teve de ser carregado do palco. De acordo com Dave Evans, ‘Dez minutos depois, ou por volta disso, Malcolm veio até mim e informou que ele havia tirado [Colin Burgess] da banda'.

Colin foi uma estrela pop nos anos 1960 ‘e costumava chegar aos com uma mulher em volta de cada braço. Eu achava que aquilo era ótimo, mas Angus e Malcolm falavam pelas suas costas. Chamavam-no de ‘rockstar', ‘popstar'. Eles eram, diz, simplesmente ‘muito, muito invejosos de Colin'.”