“Não tenho orgulho disso”. Afirmando se arrepender da “ficada”, o jornalista e influenciador Bruno Sartori decidiu contar para todos sobre um suposto caso que teve com o pastor André Valadão, envolvido em polêmicas nesta semana e denunciado pelo Ministério Público após sugerir a “matança” de homossexuais.

Diante da repercussão da fala de André Valadão, Bruno Sartori decidiu colocar a boca no trombone, embora não tenha apresentado provas. Também conhecido pelo nome de Bruxo dos vídeos, é um jornalista, humorista e influenciador digital brasileiro considerado um dos pioneiros na criação de sátiras através da técnica deepfake no Brasil. Assim como Valadão, Sartori é do Estado de Minas Gerais.

Em vídeo nas redes sociais, o jornalista respondeu a uma caixinha de perguntas que indagava justamente sobre sua suposta relação com o religioso. “O que você tem a falar do pastor André Valadão?”, quis saber um seguidor.

“Para de se fazer de doido, você pode fingir que é mentira, você pode fazer que não aconteceu, pode fingir que não lembra de mim. Eu não tenho orgulho disso, a gente já ficou um dia. Se tem um arrependimento que eu tenho na minha vida é isso, mas para de se fazer de doido!”, respondeu o jornalista, na lata!

Veja:

Até o momento, André Valadão ainda não se pronunciou sobre a afirmação de Bruno Sartori. Vale lembrar que o religioso é pastor da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, mesma na qual Guilherme de Pádua, assassino da atriz e bailarina Daniella Perez, também atuava como pastor.