A demora para falar que é lhe rendeu críticas, mas seu período de descoberta ocorreu apenas aos 25 anos.

“Eu, que sou gay, foi difícil me aceitar, por conta da criação que eu tive. […] Uns dizem: ‘Ah, mas deveria ter falado no início’. A primeira vez que eu fiquei com um cara foi com 25 anos de idade, eu estava me descobrindo. Fui criado em uma cultura na qual acreditei que isso era errado”, lamentou ele em entrevista a Rafinha Bastos no podcast Mais Que 8 Minutos, no YouTube.

Como publicou o Notícias da TV, ele explicou o motivo de não pautar a luta pela causa LGBTQIA+ em sua campanha política: “Não falo sobre isso. A minha vida pessoal não é um assunto”.

Assim que afirmou sua sexualidade, o governador sofreu críticas por ter apoiado o presidente Jair Bolsonaro (PL), que proferiu palavras homofóbicas em situações de sua campanha.

Saiba Mais