MidiaMAIS / Comportamento

Aos 5 anos, Ana Sofia faz biscoitos para vender e renda alimenta quem tem fome

Todo o trabalho é feito com a ajuda da mãe

Mariana Lopes Publicado em 12/03/2018, às 10h10

None

Todo o trabalho é feito com a ajuda da mãe

Apesar da pouca idade, a pequena Sofia mostra que quando o assunto é ajudar o próximo, ela ganha de lavada de muita gente grande. Aos 5 anos, a menina ajuda a mãe a fazer biscoitos para vender e, por ideia dela, toda a renda é revertida para montar cestas básicas e doar a famílias carentes de Aquidauana, cidade do interior de Mato Grosso do Sul, a 131 quilômetros de distância de Campo Grande.

Tudo começou em agosto de 2017, em meio a uma fornada de biscoitos que Ana Sofia preparava com a mãe, a nutricionista Juliane Almeida Viveiros dos Santos, 36 anos, para o consumo da família mesmo. Até que um dia, com a ideia de instigar o empreendedorismo na filha, ela sugeriu a Ana Sofia vender os biscoitos para ganhar o próprio dinheiro. 

E sem titubear, a menina respondeu à mãe: “Posso vender e pegar o dinheiro para dar comida a quem não tem nada pra comer”. E foi com estas palavras que Ana Sofia mostrou aos pais que também tinha muito a ensiná-los. “O gesto dela foi um tapa na nossa cara, mas com certeza nos sentimos muito orgulhosos”, comenta o pai, o policial militar Fabiano Marçal dos Santos, 32 anos, que também ajuda na produção das cestas básica.

A produção voltada para as vendas começou em setembro, mesmo mês de aniversário de Ana Sofia, quando ela completou de fato os 5 anos. E de lá para cá, a família da menina já montou 10 cestas básicas que foram doadas a famílias de Aquidauana.

Cada pacotinho com 100 gramas de biscoito custa R$ 3 e o produto é vendido em comércios locais e também para conhecidos e amigos da família. Fabiano garante que 100% do dinheiro arrecadado na venda dos biscoitos é revertido para montar cestas básicas.

Quem recebe doação

Não há um critério para as doações. Algumas famílias que receberam as cestas básicas foram por indicação, enquanto outras foram contempladas pela intuição dos pais de Ana Sofia. “Às vezes a gente vai a um bairro mais pobre, enxergamos a situação e deixamos o coração nos falar”, pontua Fabiano.

Com o recente cenário crítico de Aquidauana, em decorrência da enchente, Ana Sofia e a família montaram algumas cestas básicas para doar a pessoas que ficaram desabrigadas.​

E quem quiser ajudar Ana Sofia a levar o projeto adiante e incentivar a menina a construir uma geração de pessoas cada vez mais solidárias, pode contribuir com os ingredientes. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (67) 99216-1111.

Jornal Midiamax