Circula nas um vídeo que mostra uma -amarela (Eunectes notaeus) invadindo um barco com pescadores e cometendo um grave pecado da dos dez mandamentos. A espécie, típica do pantanal, aparece roubando os peixes que haviam sido capturados pelos homens.

Para ter feito isso, a sucuri-amarela precisava estar faminta, algo comum para esta espécie, que é frequentemente avistada em condições de “magreza” no pantanal de Mato Grosso do Sul. De porte menor que as majestosas sucuris-verdes (Eunectes murinus), as amarelas têm uma maior desenvoltura, são mais ágeis e também costumam ser mais agressivas, segundo biólogos especialistas.

No flagrante da vez, ao menos dois pescadores estavam em um barco, quando uma sucuri-amarela invadiu a popa da embarcação. Ao lado do motor, ela entrou sem nenhum medo ou pudor, bem na frente de um dos pescadores, e roubou peixes que eles já haviam pescado.

Em movimentos muito rápidos, a sucuri-amarela se enfiou num compartimento onde os peixes estavam armazenados e se alimentou com muita precisão. Veja:

Aparentemente, os pescadores não se incomodaram com a presença do animal e nem a impediram de “assaltar” o barco. Nas redes sociais, a gravação é até levada na brincadeira com a trilha “oh, no!”. Ao final do vídeo, é possível ver outro pescador indo ligar o motor para arrancar com a embarcação dali.

Conforme letreiro escrito no vídeo, o fato aconteceu no pantanal sul-mato-grossense. No entanto, tanto a data quanto o local exato do registro ainda não foram revelados.

Saiba mais sobre sucuris-amarelas

De acordo com o 47º Batalhão de Infantaria do Comando Militar do Oeste, a sucuri-amarela (Eunectes notaeus) é uma espécie de cobra originária de América do Sul. É menor que a sucuri-verde (Eunectes murinus), e por isso, suas presas também são menores. Não é peçonhenta e mata as presas por constrição.

Em média, as sucuris-amarelas costumam ter de 3,3 a 4,4 metros de comprimento total. As fêmeas também costumam ser maiores do que os machos. O peso varia entre 25 e 35 kg, porém, os exemplares maiores podem ter até 55 quilos.

Sua alimentação consiste basicamente em aves, ovos, peixes, répteis (incluindo jacarés), pequenos mamíferos e até mesmo cervos, caititus e capivaras. O Jornal Midiamax já noticiou dois casos de sucuris-amarelas que se deram mal por cometerem o “pecado” da gula, demonstrando que a espécie, às vezes, tem mesmo os olhos maiores que a barriga, principalmente por ser muito faminta no pantanal.

Relembre:

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.