Pai de um jovem sul-mato-grossense acionou a Justiça contra a sertaneja . De acordo com a coluna Splash, do UOL, os cantores enfrentam uma batalha judicial desde agosto por terem dado bebida alcoólica a um rapaz de 15 anos em um show realizado em junho deste ano, na cidade de Porto Murtinho.

Conforme o UOL, o pai do garoto está processando a dupla para responsabilizar os artistas pelo o que aconteceu com seu filho, menor de , após a ingestão de álcool no palco.

De acordo com os autos do processo, Munhoz e Mariano chamaram o adolescente ao palco para participar de uma competição de dança, prometendo que o vencedor ganharia um prêmio. Após vencer a competição, o garoto descobriu que o presente era, na verdade, uma dose de whisky puro, despejado direto em sua boca.

Os autores da ação anexaram imagens do ocorrido ao processo e o adolescente relatou que, antes disso, não havia consumido bebida alcoólica na ocasião, pois estava acompanhado do pai na apresentação de Munhoz e Mariano.

Garoto desmaiou e passou a noite desacordado em hospital, diz processo

Com gravações anexadas, o processo afirma: “Provam as filmagens que os requeridos [Munhoz e Mariano] fizeram com que o adolescente ingerisse altíssimas doses de uma bebida alcoólica fortíssima, até praticamente perder os sentidos. Salienta-se que, pela idade do requerente, este não era capaz de consentir com o ato que estava sendo praticado”.

Na ação, o pai do adolescente relata que subiu ao palco para retirar o filho do local, quando o garoto “veio ao chão completamente desmaiado, conseguindo apenas murmuras algumas palavras aleatórias”.

Conforme o processo, uma equipe de socorro foi acionada e levou o rapaz para o hospital, onde ficou desacordado por toda a noite. No dia seguinte, ganhou alta médica após receber a medicação necessária.

Indenização de R$ 500 mil

Além disso, o pai do rapaz reclama não ter recebido nenhuma assistência de Munhoz e Mariano. Segundo os autos do processo, o morador diz que os cantores “não se importaram com a situação e o mal que causaram ao adolescente. Não perguntaram sua idade ou tomaram qualquer precaução para saber se era maior de idade”.

Por isso, os autores do processo cobram R$ 500 mil de indenização por danos morais da dupla. O processo foi aberto na Vara Cível da Comarca de , no Mato Grosso do Sul, no dia 21 de agosto.

Munhoz e Mariano se defendem

Ao Splash, do UOL, os advogados de Munhoz e Mariano alegam que o adolescente já estava consumindo bebida alcoólica antes de subir ao palco e afirmam que o pai do garoto já sabia. Além disso, a defesa da dupla relata que, para subir ao palco, o jovem alegou ser maior de idade.

A equipe de defesa da dupla Munhoz e Mariano também declara ter provas, como fotos, vídeos, ata notarial e informações da própria rede social do garoto que comprovariam que ele já bebia antes de ser chamado pelos cantores.

“A dupla e a empresa MM Produções esperam o apoio do Ministério Público e do Conselho Tutelar para tomarem as medidas a fim de investigar e apurar a responsabilidade dos pais”, disseram os advogados.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.