Quem é campo-grandense sabe o quanto a oriental tem um peso significativo em nossas vidas. As tradicionais sobarias da cidade nasceram para levar sabor à população e mesclaram culturas por meio da comida. Por isso, não é à toa que esses restaurantes fazem parte do cotidiano de muita gente.

(Cliente Oculto)

Nesta semana, o Cliente Oculto escolheu a missão de procurar um yakisoba coerente com as raízes culturais do prato japonês e que fosse, acima de tudo, saboroso! Portanto, topamos o desafio de conhecer o restaurante Hikari, altamente recomendado, no bairro Vila Bandeirante. E aí, é bom ou não?

Eu, Cliente Oculto, começo o texto explicando que o yakisoba é um dos meus pratos favoritos, portanto, sempre esteve presente na minha vida desde pequeno. Devido à grande preferência da população às influências japonesas, muitos restaurantes passaram a comercializar yakisobas e sobás. Hoje, é possível encontrar uma opção a cada esquina na cidade. Mas nem tudo são “rosas”.

(Cliente Oculto)

Isto porque percebi que, junto com essa popularização, grande parte dos comerciantes não se especializa em preparar um bom yakisoba, de fato. Normalmente são massas tipo “miojo” ou extremamente cozidas, regadas a molhos que só têm gosto de shoyu, cheios de gengibre e repolho. Não significa que seja ruim, mas, poderia ser melhor.

Então, depois de muitas recomendações, decidi conhecer o Hikari Sushi e Sobaria, localizado na Rua Argemiro Fialho, no bairro Vila Bandeirante, aqui na Capital. O local é simples, porém, bem confortável, estilo as sobarias clássicas que já conhecemos. Outro ponto positivo foi o atendimento, que se perpetuou até o fim da minha visita.

(Cliente Oculto)

Yakisoba saboroso e bem preparado 

Como o local continha um cardápio bem vasto, decidi provar as opções cruas do menu com um temaki com arroz, cream cheese e camarão. Logo quando chegou, fiquei contente com o tamanho, só que as expectativas caíram um pouco após a primeira mordida, visto que achei a quantidade de cream cheese um pouco exagerada e isso ‘roubou' o sabor dos outros ingredientes.

Achei gostoso. No entanto, penso que, pelo valor de R$ 30 reais, poderia ter sido mais bem trabalhado. Mas, vamos lá, vamos continuar com a experiência, afinal, eu estava à espera da melhor parte.

Então, pedi também o yakisoba pequeno clássico, com macarrão frito e acompanhado de arroz branco. Pouco tempo depois, o prato chegou à mesa e uma surpresa: achei o prato bem maior do que o esperado (o que é ótimo!).

(Cliente Oculto)

No quesito sabor, eu só tenho elogios ao restaurante Hikari. Mesmo eu tendo pedido a menor quantidade, o Yakisoba veio muito bem servido, com um molho incrível e equilibrado no sal. Os legumes e a massa também estavam perfeitos e al dente, no ponto certo que a receita requer, mostrando a qualidade técnica de preparo. 

O arroz branco também estava uma delícia. Bem temperado, bem servido e bem soltinho, do jeito que todo mundo ama. Eu servi o meu prato duas vezes e, mesmo assim, sobrou bastante comida. Então, levei até uma quentinha pra casa e me rendeu o almoço e janta do dia seguinte.

O yakisoba pequeno custou R$ 78 e, pela quantidade, qualidade e variedade dos ingredientes, achei um bem justo. O tamanho serve tranquilamente um casal que esteja com bastante ou até mesmo um casal e mais uma criança. No entanto, há também opções maiores, caso você visite o espaço em família.

Variedade de cardápio

(Cliente Oculto)

Para quem não gosta muito do yakisoba, a sobaria conta também com outras opções, como buffet de sushi a partir de R$ 75, sobá e até picanha com batata frita, que sai a R$ 125. Outra coisa bacana que achei do cardápio é a possibilidade de inserir adicionais aos pratos quentes e frios.

De uma forma geral, adorei o restaurante porque ele entrega o que propõe. Como o avaliado da noite era o yakisoba, ressalto o quanto achei a receita do Hikari uma delícia. Definitivamente, o Cliente Oculto voltaria para comer novamente.