MidiaMAIS

Você sabia? No aniversário de Almir Sater, confira 8 curiosidades do sul-mato-grossense

Almir Sater é um dos maiores artistas nacionais da sua geração

Nathália Rabelo e João Ramos Publicado em 14/11/2021, às 08h16

Almir Sater completa 64 anos neste domingo (14)
Almir Sater completa 64 anos neste domingo (14) - Foto: Reprodução

Cantor, compositor, violeiro e ator. Essas são algumas das palavras que resumem a vasta carreira de Almir Sater ao longo dos seus 64 anos, completados neste domingo (14). Natural de Campo Grande, logo seu talento o levou a se consagrar como um dos maiores artistas nacionais da sua geração.

Discreto quanto às redes sociais, Almir leva uma vida cheia de trabalho longe da web. Para comemorar a data do seu nascimento, separamos algumas curiosidades sobre a sua carreira.

1. Talento desde criança

Que Almir Sater é um artista muito talentoso, o Brasil inteiro sabe. Mas o que poucas pessoas conhecem é que ele começou a desbravar o dom logo na infância, aos 12 anos. Nascido em Campo Grande, ele chegou até a se apresentar na antiga Rádio Cultura.

2. Quase se formou em Direito

Aos 20 anos, Almir foi estudar Direito no Rio de Janeiro, mas desistiu do curso para se dedicar 100% à música. Na época, chegou a formar a dupla Lupe e Lampião, com o amigo Maurício Barros, mas desfez a parceria e seguiu carreira solo.

3. Primeiro disco com a Tetê

Em 1981, Almir Sater lançou o primeiro disco intitulado “Estradeiro”, que contou com a participação da cantora Tetê Espíndola, sua conterrânea. Juntos, fizeram parte do movimento de divulgação da música do Mato Grosso do Sul.

Tetê e o Lírio Selvagem e Almir Sater (Foto: Reprodução)

4. Apaixonado pelo Pantanal

Almir Sater é um grande apaixonado pelo Pantanal. Em 1986, formou uma comitiva com o compositor Paulo Simões, o violinista Zé Gomes, o jornalista Zuza Homem de Mello e o fotógrafo Raimundo Alves Filho, e partiu em uma jornada de exploração e pesquisa pelo Pantanal, estudando seu povo e cultura. A Comitiva Esperança, como foi batizada, resultou em um documentário sobre a rota que está, inclusive, disponível no Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul.

Se você tem mais curiosidade sobre o documentário, vale a pena ler essa matéria sobre o cenário cinematográfico que o Jornal Midiamax fez com o MIS-MS.

Almir Sater na Comitiva Esperança, no Pantanal (Foto: Reprodução)

5. Apesar da música, decolou com novela

Almir Sater começou a carreira artística na música, mas foi a sua atuação na novela Pantanal, escrita por Benedito Ruy Barbosa e exibida pela Rede Manchete no ano de 1990, que fez seu nome deslanchar no Brasil e, posteriormente, ser conhecido como cantor.

Na trama, o cantor viveu o misterioso peão Xeréu Trindade, que tinha um pacto com o diabo. Ele fez tanto sucesso, que também integra a nova versão da trama que será lançada em 2022, dessa vez como o personagem Eugênio.

Para saber mais sobre a atuação de Almir Sater no remake de Pantanal, é só continuar a matéria para saber mais detalhes lá embaixo.

Almir Sater na primeira versão de "Pantanal" (Foto: Reprodução)

6. Novela era um 'bico'

Na novela "A História de Ana Raio e Zé Trovão", de Marcos Caruso e Rita Buzzar, exibida pela TV Manchete em 1990, Almir Sater teve seu papel de protagonista, ao lado de Ingra Liberato, que viviam um grande amor pelos rodeios e feiras Brasil afora. Mas o sucesso nas novelas não animou Almir a seguir a carreira de ator com afinco. "Novela é um bico. Eu sou músico. Fazer novela é muito difícil e cansativo. O ritmo de gravações é insano, você fica sem casa", afirmou o músico à Folha, em 2006.

7. Já atuou no cinema

A vida de ator de Almir Sater não se limita apenas às novelas. O artista também teve participações pelo cinema no filme "As Bellas de Billings" (1987) e no curta "Caramujo flor" (1988) antes de entrar para a televisão.

Almir Sater começou a atuar no cinema (Reprodução/The Videodrome)

8. Lado roqueiro

Além da tradicional viola de dez cordas, da moda de viola e dos clássicos brasileiros, Almir também diz se inspirar muito no rock e em grupos como Beatles e Pink Floyd. Por essa ninguém esperava, né?

Almir Sater no remake de Pantanal

Desde que o remake da novela “Pantanal” foi anunciado na Globo, o Brasil inteiro está na expectativa para assistir a mais nova aposta da emissora de televisão, que pretende alavancar a produção de 2022 ao lado de grandes nomes. Dentre a lista de convocados para dar vida a essa história, o cantor Almir Sater é uma das personalidades.

O cantor chegou a dar uma entrevista ao Jornal Midiamax em agosto para falar a respeito da obra. Na época, as gravações ainda não haviam começado e toda a produção estava sob total sigilo. No entanto, ele não conseguiu conter a emoção ao falar sobre o filho Gabriel Sater, que vai interpretar o papel de Trindade, personagem interpretado pelo pai na versão de 1990.

Agora, Almir Sater retorna à novela como o personagem Eugênio. “É muito emocionante o meu filho fazer o Trindade, um papel que foi marcante na minha vida. Espero que seja tão bom para ele quanto foi para mim. Vou ter uma pequena participação também, vou contracenar com ele, então vai ser muito emocionante”, disse ao jornal.

A princípio, conforme o próprio cantor, Almir fará uma participação em "Pantanal". No entanto, não há detalhes sobre quem será Eugênio na história. 

Além das cenas especiais, Almir Sater também revelou, na época, participação na trilha sonora da novela ao lado de outros grandes músicos brasileiros, como Gabriel SaterGuito (no papel de Tibério, interpretado por Sérgio Reis na primeira versão), Chico Teixeira (filho de Renato Teixeira que também encenará) e vários outros.

“Tem muita gente para cantar, vai ser uma novela bem musical igual foi a outra”, comenta Sater.

Almir Sater é “entidade no Pantanal”

Cedendo parte de suas propriedades para as gravações do folhetim, Almir Sater virou uma espécie de entidade entre a equipe. Assim como Marcos Palmeira, o cantor participou da versão original de "Pantanal", na Rede Manchete, em 1990. Ali, enquanto o remake é rodado, Sater é encarado como figura emblemática do mais alto respeito, a quem todos reverenciam e expressam admiração, tanto nas redes sociais, quanto pessoalmente.

Jornal Midiamax