MidiaMAIS

Bateria, câmera e vírus: descubra 3 mitos sobre celulares

Especialista esclarece dúvidas frequentes que envolvem os aparelhos

João Ramos Publicado em 11/05/2021, às 07h38

Câmeras: quanto mais megapixel, melhor a imagem? Será?
Câmeras: quanto mais megapixel, melhor a imagem? Será? - (Freepik)

Dados da 31ª Pesquisa Anual do FGVcia apontam que, atualmente, são cerca de 234 milhões de celulares inteligentes no Brasil. No entanto, mesmo diante deste número que impressiona, ainda há muitas dúvidas que rondam o funcionamento destes aparelhos.

Para desmistificar algumas delas, Juliano Fagundes, da assistência técnica para celulares, Suporte Smart, esclarece alguns mitos. Confira:

Deixar o celular carregando a noite toda aumenta a duração da bateria.

Verdade ou mito? Mito

A placa dos smartphones conta com controladores de cargas que regulam a tensão da bateria e, portanto, quando o aparelho chega em 100%, a energia é cortada para não danificar e aquecer o aparelho. Mas vale um alerta: muito cuidado com os carregadores paralelos, pois eles podem causar oscilação de energia no smartphone e, consequentemente, um curto circuito.

Imagens que são mandadas por WhatsApp e fazem o aparelho travar ou desligar tem vírus.

Verdade ou mito? Mito

Algumas imagens que rodam por aí não são vírus, embora tenham a função de travar ou retardar o funcionamento do Android. Enviadas propositalmente no WhatsApp, elas são formatadas para dificultar a leitura correta, o que leva ao bug do celular.

Câmeras: quanto mais megapixel, melhor a imagem.

Verdade ou mito? Mito

A quantidade de megapixels no sensor da câmera de um celular diz respeito apenas ao tamanho das fotos que serão tiradas. Assim, uma câmera com mais megapixels conseguirá tirar fotos maiores, mas não necessariamente melhores que uma câmera com menos megapixels.

Jornal Midiamax