Geral

Taca-le pau: prefeitura “rouba” carrinho de Marco Véio

A pequena cidade de Taió, a 245 quilômetros de Florianópolis, viveu dias de mistério após o desaparecimento do famoso carro usado pelos meninos Marcos e Leandro do vídeo “taca-le pau”. A família buscou ajuda nas rádios locais e até registrou boletim de ocorrência, mas logo descobriu que o veículo tinha sido emprestado pela prefeitura que […]

Arquivo Publicado em 28/08/2014, às 12h59

None
942635451.jpg

A pequena cidade de Taió, a 245 quilômetros de Florianópolis, viveu dias de mistério após o desaparecimento do famoso carro usado pelos meninos Marcos e Leandro do vídeo “taca-le pau”. A família buscou ajuda nas rádios locais e até registrou boletim de ocorrência, mas logo descobriu que o veículo tinha sido emprestado pela prefeitura que pegou o carrinho para construir réplicas que serão usadas na Festa do Galeto.


“Eu estava viajando lá para águas termais e veio um casal aqui pedir o carrinho. Meu inquilino cedeu e eles pegaram o carrinho e levaram, mas como ele é um senhor de idade, não sabia me dizer quem que eram”, conta Salvelina Lorenzetti Lenzi, avó dos meninos.


Sem saber direito o que tinha acontecido e preocupada com o sumiço do famoso carrinho, Vó Salvelina procurou a rádio Educadora para pedir ajuda e foi até a delegacia para fazer o boletim de ocorrência. Só depois desse estardalhaço todo descobriu o que tinha realmente acontecido.


“Foi o pessoal da prefeitura que veio aqui para buscar o carrinho porque eles queriam fazer uma réplica para a corrida (do Marco Véio) na Festa do Galeto… mas não sabia de nada, meu inquilino disse que iam devolver no dia seguinte, mas foram passando os dias e não traziam”, conta Vó Salvelina, dizendo-se aliviada após o fim do mistério, “já está tudo resolvido”.


As réplicas serão doadas para escolas que participarem das atividades programadas pela prefeitura e existe até a possibilidade de Leandro e Marcos ganharem um modelo mais novo do veículo não-motorizado. “O nosso é um patrimônio da família, mas já está meio velhinho porque todo mundo que vem aqui pede para andar, mas não vou me desfazer dele”, promete.


Agora, mais tranquila com o fim do mistério, Vó Salvelina conta que a agenda dos meninos está bem cheia com participação em apresentações musicais e programas de TV por todo o País.


“A gente está conciliando para eles não perderem muita aula… Nós somos uma família muito humilde, e estamos aproveitando porque sabemos que isso vai acabar… o pouco que eles ganham de vez em quando nós estamos botando em uma poupança para a faculdade”, conta a simpática avó de Leandro e Marco.

Jornal Midiamax