Prefeitura licita reforma de 12 Unidades Básicas de Saúde

A Prefeitura de Campo Grande publicou na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial do município os editais de licitação, na modalidade tomada de preços, para reforma de 12 UBS´s (Unidades Básicas de Saúde). As empresas interessadas em participar do certame terão até o dia 29, às 16 horas, para apresentar suas propostas. As obras […]
| 07/08/2014
- 00:17
Prefeitura licita reforma de 12 Unidades Básicas de Saúde

A Prefeitura de Campo Grande publicou na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial do município os editais de licitação, na modalidade tomada de preços, para reforma de 12 UBS´s (Unidades Básicas de Saúde). As empresas interessadas em participar do certame terão até o dia 29, às 16 horas, para apresentar suas propostas. As obras estão orçadas em R$ 3,3 milhões e as ordens de serviço devem ser assinadas dentro de 45 dias. Nos próximos dias será licitada a reforma de outras sete unidades e a ampliação de mais cinco. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) já tem em caixa R$ 7,5 milhões para reformar estas 24 UBS´s, sendo que em cinco também haverá ampliação. São recursos do Ministério da Saúde e contrapartida do município.

Neste primeiro pacote, foram licitadas as reformas das Unidades Básicas de Saúde do Aero Rancho, Coophavila II; Coronel Antonino; Dona Neta; Lar do Trabalhador (que também será ampliada) ; Nova Bahia; Pioneira; Santa Carmélia; Vila Nasser; Alves Pereira; Itamaracá; Mario Covas; Portal Caiobá; Parque do Sol e Serradinho.

Muitas destas Unidades Básicas foram construídas há mais de 12 anos e vão passar pela primeira reforma desde a inauguração. A situação do prédio da UBS do bairro Santa Carmélia é uma das mais precárias. Segundo a gerente da unidade, Klélia Falcão do Amaral, são necessários reparos no telhado, substituição do piso, correção das infiltrações que tomam conta das paredes e do teto e troca da fiação. Mesmo com todas estas dificuldades, a UBS que também faz a coleta e os e exames de análises clínicas das unidades do Aguão e do Conjunto José Abrão, mantém uma media semanal de 360 consultas médicas, 600 atendimentos odontológicos e faz pequenas cirurgias. Uma das salas usadas para a triagem, fica fechada nos dias de chuvas por causa das goteiras. “Esta reforma é reivindicada há muito tempo pela comunidade”, comenta a gerente.

A urgência de reforma é também lembrada pelo gerente da UBS do Mário Covas, Daniel Castro Lima. Os problemas são parecidos com os da UBS Santa Carmélia. Problemas no telhado, instalações elétricas, necessidade de uma nova pintura. A reforma está orçada em R$ 325 mil. Na UBS Serradinho, as portas dos banheiros não fecham; há goteiras e é preciso fazer a calçada no pátio onde os idosos dos programas de controle da hipertensão fazem suas práticas físicas. A reforma da unidade deve custar em torno de R$ 238,7 mil.

Programa de reforma

Estão previstos investimentos no valor de R$ 1,2 milhão em reforma e ampliação das Unidades Básicas de Saúde José Abrão, Silvia Regina, Jardim Bonança, Cidade Morena e Mata do Jacinto. Já para reforma e ampliação, estão programados R$ 6,2 milhões, abrangendo melhorias e adequações nas UBS Aero Rancho, Coophavila II, Coronel Antonino, Dona Neta, Lar do Trabalhador, Nova Bahia, Pioneira, Santa Carmélia, Universitário, Aero/Itália, Alves Pereira, Iracy Coelho, Jardim Itamaracá, Los Angeles, Maria Aparecida Pedrossian, Jardim Marabá, Mário Covas, Parque do Sol, Portal Caiobá e Serradinho.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias