Geral

Osvaldo vira garçom e mantém luta para retomar espaço no São Paulo

Osvaldo foi um dos principais jogadores do São Paulo no segundo semestre de 2012, quando a equipe tricolor conquistou a Copa Sul-Americana e fez a melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, entretanto, o atacante viu seu rendimento desabar, o que resultou na perda de espaço no time titular. Neste começo […]

Arquivo Publicado em 30/01/2014, às 11h58

None

Osvaldo foi um dos principais jogadores do São Paulo no segundo semestre de 2012, quando a equipe tricolor conquistou a Copa Sul-Americana e fez a melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, entretanto, o atacante viu seu rendimento desabar, o que resultou na perda de espaço no time titular. Neste começo de Campeonato Paulista, o camisa 17 parece que pretende retomar seu posto.

Osvaldo recebeu elogios do técnico Muricy Ramalho em relação a seu empenho durante a pré-temporada e foi titular nas três vitórias conquistadas pelo time tricolor no Estadual. Se contra o Mogi Mirim o atacante fez seu primeiro gol em quase 11 meses, na última quarta-feira, contra o Rio Claro, ele mostrou seu lado “garçom”: o jogador deu passe para dois gols de Luís Fabiano, além de ter visto o camisa 9 abrir o placar aproveitando seu rebote.

“Não deu para marcar. Tive oportunidades de fazer, mas infelizmente o goleiro foi feliz. Foi importante a vitória, voltei a jogar bem. Deu para dar as assistências para o Luís Fabiano marcar os gols”, disse Osvaldo após o jogo, já animado com a chance de marcar novamente no clássico contra o Palmeiras, no domingo. “Quem sabe, né, com o nascimento do meu filho na sexta eu possa presenteá-lo com o gol no domingo. Agora tenho que descansar bem para poder estar bem no domingo”, afirmou.

Muricy se mostrou satisfeito com o que o ataque apresentou no Morumbi, já que, antes de vencer por 6 a 3, teve dificuldades ofensivas na vitória por 2 a 1 sobre o Oeste, no último domingo. “É produção. Tivemos uma conversa muito franca sobre isso. Não é possível o jogo de domingo, a gente respeita muito o Oeste, mas com o que temos, não podemos jogar só aquilo”, explicou o técnico.

“Hoje entenderam que tem que render. Se você tem três atacantes, eles tem que finalizar muito mais. Hoje fizeram o que tinham que fazer. Estamos jogando desse jeito, abertos, com velocistas do lado, precisamos de jogadas de profundidade. Não tem porque ter os caras ali se não fizerem isso. Hoje teve várias vezes, o Osvaldo vem para dentro para o Álvaro passar, o Luís Fabiano com parceria com o Ademílson. O que temos de melhor é isso”, avisou Muricy.

Jornal Midiamax