No Facebook, André diz que tem ações ‘secretas’ para melhorar segurança na fronteira

O crescente número de homicídios e os constantes casos de assaltos facilitados pela proximidade com o Paraguai provocaram reação da população de Ponta Porã, a 316 quilômetros de Campo Grande, e o governador André Puccinelli tomou conhecimento e manifestou-se em sua página no Facebook. No último domingo (3), aconteceu uma manifestação onde um grande número […]
| 04/08/2014
- 21:50
No Facebook, André diz que tem ações ‘secretas’ para melhorar segurança na fronteira

O crescente número de homicídios e os constantes casos de assaltos facilitados pela proximidade com o Paraguai provocaram reação da população de Ponta Porã, a 316 quilômetros de Campo Grande, e o governador André Puccinelli tomou conhecimento e manifestou-se em sua página no Facebook.

No último domingo (3), aconteceu uma manifestação onde um grande número de pessoas foi às ruas da cidade fronteiriça clamar por segurança, sob a coordenação do movimento “Ponta Porã de Joelhos”.

Durante a caminhada, os manifestantes pediam segurança em Ponta Porã, pedindo justiça, ressaltando o crime que aconteceu na última sexta-feira (1º), no qual morreu André Pereira, durante um assalto na linha internacional.

Em determinado momento, a população se pôs de joelhos e cantou o Hino Nacional Brasileiro e em seguida, continuou a pedir por mais segurança na cidade, devido à onda de assaltos que vem aterrorizando a população em todos os bairros da cidade.

Em sua página no Facebook o Governador postou a seguinte mensagem: “Quero deixar hoje uma mensagem especial para os amigos do Facebook sobre Ponta Porã e região.Tomei conhecimento da questão da segurança pública e das preocupações da comunidade e estou determinando providências imediatas por meio da Secretaria de Segurança Pública. Iniciamos já no fim de semana uma série de operações especiais, o policiamento está reforçado com várias equipes que encaminhamos para a cidade e a Força Nacional está atuando ao nosso lado. Os resultados já apareceram, mas não vamos dar trégua! Uma explicação: como eram operações especiais, havia um sigilo natural, que nos levou a comentar o assunto somente agora. Mas estamos atentos e trabalhando, contando sempre com a colaboração preciosa dos amigos que acreditam no progresso de Mato Grosso do Sul. Valeu!”.

O recado foi recebido pelos organizadores da manifestação, que esperam que as medidas sejam aplicadas efetivamente.

Últimas notícias