Geral

Morre menino que teve o braço sugado por ralo de piscina em Goiás

Depois de três dias internado em estado grave, morreu na madrugada deste sábado (4) o menino Cauã Davi de Jesus Santos, de 7 anos, que se afogou depois que ficou preso no ralo de uma piscina de um condomínio de Caldas Novas, em Goiás. Internado desde quarta-feira (1), ele respirava com ajuda de aparelhos. O […]

Arquivo Publicado em 04/01/2014, às 11h49

None

Depois de três dias internado em estado grave, morreu na madrugada deste sábado (4) o menino Cauã Davi de Jesus Santos, de 7 anos, que se afogou depois que ficou preso no ralo de uma piscina de um condomínio de Caldas Novas, em Goiás. Internado desde quarta-feira (1), ele respirava com ajuda de aparelhos.


O garoto havia sido resgatado pelos Bombeiros após ter passado quase dez minutos no fundo da piscina, de acordo com testemunhas, e chegou ao hospital sem sinais vitais.


O condomínio, que não se manifestou após o acidente, usa nas piscinas um sistema antigo de ralos. Cauã brincava no fundo de uma das piscinas do conjunto e teve o braço sugado pelo equipamento.

Jornal Midiamax