Geral

Homem que família procurava em Campo Grande morreu em 2010 de causa natural

Familiares de Sebastião Silvino da Silva foram informados pela Polícia Civil que o homem morreu em 2010, de causa natural, conforme o registro da ocorrência feita na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, no dia 7 se setembro. Os filhos perderam contato com o pai após ele se envolver em um novo relacionamento. […]

Arquivo Publicado em 30/05/2014, às 13h36

None

Familiares de Sebastião Silvino da Silva foram informados pela Polícia Civil que o homem morreu em 2010, de causa natural, conforme o registro da ocorrência feita na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, no dia 7 se setembro. Os filhos perderam contato com o pai após ele se envolver em um novo relacionamento.


“Meu pai casou novamente e depois de quase cinco meses viajou para Rochedinho com a nova esposa, desde então, a gente não teve mais notícias dele”, alega a filha Maria Helena de Souza da Silva, de 25 anos. “Até descobrimos que a nova esposa havia retornado para a casa dele e contado aos vizinhos que ele havia morrido, mas ela não comunicou a nenhum dos filhos. Ficou tudo muito vago”, afirma.


O delegado Venizelos Papacosta Filho disse que a morte dele foi de causa natural. “Pelo que consta no boletim, ele tinha alguns problemas de saúde pela idade avançada, mas foi constatado que a morte dele foi de forma natural”, ressalta.


Após a repercussão da notícia do desaparecido, o delegado Venizelos entrou em contato com a filha para comunicar sobre o fato. “Agora ela está a par da situação, pois na época foi avisada a esposa, pois foi ela quem havia comparecido à delegacia e acompanhado todos os procedimentos”, fala.





Jornal Midiamax