Elizeu Dionízio rebate acusação de Pedra sobre suposto vídeo para evangélicos

O vereador de Campo Grande Elizeu Dionizio negou, nesta terça-feira (19), as acusações feitas, na semana passada, pelo vereador Paulo Pedra (PDT) e disse que não vai levar em consideração em virtude  do “destempero de Pedra”. Na ocasião, o pedetista afirmou que Elizeu estaria usando, na campanha para deputado estadual, um vídeo editado que traria um […]
| 19/08/2014
- 18:44
Elizeu Dionízio rebate acusação de Pedra sobre suposto vídeo para evangélicos

O vereador de Campo Grande Elizeu Dionizio negou, nesta terça-feira (19), as acusações feitas, na semana passada, pelo vereador Paulo Pedra (PDT) e disse que não vai levar em consideração em virtude  do “destempero de Pedra”.

Na ocasião, o pedetista afirmou que Elizeu estaria usando, na campanha para deputado estadual, um vídeo editado que traria um sentido pejorativo a Paulo.

De acordo com Elizeu, ele recebeu um vídeo já editado por terceiros e negou qualquer participação na edição. O vereador também negou que estivesse usando tal vídeo em campanhas na comunidade evangélica, da qual participa.

Por outro lado, Paulo Pedra afirmou, na semana passada, que iria enviar o vídeo para o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para que Elizeu fosse penalizado. Nesta terça-feira, Pedra afirmou que o material foi encaminhado para sua assessoria jurídica e está em análise para ser decidido o melhor caminho.

Por sua vez, Elizeu disse que Pedra terá de provar as acusações no TRE.

Caso

Em 2013, a vereadora Luiza Ribeiro sugeriu uma homenagem para o vencedor do concurso realizado em Campo Grande para a escolha do Mister Diversidade, vencido pelo candidato de Dourados Carlos Gabriel.

Após isso, a bancada evangélica, dentre ela o vereador Elizeu, se manifestou contrária à cerimônia. Houve uma discussão entre Pedra e Elizeu que foi televisionada.

A acusação de Pedra é que Elizeu teria modificado o teor do vídeo dessa sessão plenária. Segundo Pedra, esse vídeo o deixa com a imagem afetada.

Últimas notícias