Geral

Ciclistas protestam por ciclovia e pista de caminhada no recapeamento da Guaicurus

Cerca de 50 ciclistas de todas as idades fizeram um protesto, na manhã desse sábado (1º), cobrando a execução das obras de construção de uma ciclovia, com a pista de caminhada, durante o processo de recapeamento da Avenida Guaicurus, em Campo Grande. A avenida tem 10 quilômetros de extensão e corta pelo menos 30 bairros, […]

Arquivo Publicado em 01/03/2014, às 13h46

None
2134108667.jpg

Cerca de 50 ciclistas de todas as idades fizeram um protesto, na manhã desse sábado (1º), cobrando a execução das obras de construção de uma ciclovia, com a pista de caminhada, durante o processo de recapeamento da Avenida Guaicurus, em Campo Grande.


A avenida tem 10 quilômetros de extensão e corta pelo menos 30 bairros, passando por várias escolas, postos de saúde, um terminal de ônibus e vários comércios. Os moradores exigem a construção da ciclovia pela questão da segurança dos ciclistas e da mobilidade urbana.


João Batista da Silva tem 50 anos e a 20 vive no Guaicurus. “Sempre foi um sonho nosso que a avenida fosse recapeada, mas não adianta só isso. Melhorando o asfalto as pessoas aumentam a velocidade e podem aumentar os acidentes. E o ciclista, assim como o pedestre, é o lado mais fraco”, explica.


“A ciclovia é importante para todos os moradores, e é uma vergonha a prefeitura estar enrolando”, comenta.


Outro que também concorda com a inclusão de uma ciclovia no recapeamento é o músico Jardeu Vinicius Tartari, de 28 anos. Ele, que é ciclista há um ano, acordou cedo no sábado porque concorda com a causa.


“Eu moro na Guaicurus quase cruzando com a Três Barras, e ambas as avenidas precisam de uma ciclovia. Cotidianamente nós vemos acidentes. É preciso reforçar a necessidade de um espaço para esse tipo de transporte (a bicicleta), para não ter essa briga de espaço com os carros e pedestres”, fala.


Processo licitatório


De acordo com o vereador Eduardo Romero durante o processo licitatório, não houve nenhuma proposta de empresas interessadas na obra da ciclovia, que tem o valor de R$ 1 milhão. De acordo com informações da prefeitura, o investimento na obra será de R$ 12 milhões, de recursos próprios, e serão feitos 10 quilômetros de recapeamentos e oito quilômetros de ciclovia. 


À época do lançamento, em setembro de 2013, as obras tinham previsão de 90 dias para inicio, mas sofreram impugnações das licitações realizadas pela prefeitura por parte das empresas participantes do certame. As obras dependem agora da homologação das licitações pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal.

Jornal Midiamax