Geral

Vítima de batida entre táxi e caminhonete vai processar motorista

O jovem Ramon Rudiney Tenório, 21 anos, vai entrar com processo na Justiça contra Diogo Machado Teixeira, 36, devido ao acidente que resultou em ferimentos graves no rapaz, além da morte de um amigo. O acidente ocorreu por volta das 3h30 do dia 11 de fevereiro, no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Bahia, […]

Arquivo Publicado em 16/02/2013, às 16h44

None
1294143950.jpg

O jovem Ramon Rudiney Tenório, 21 anos, vai entrar com processo na Justiça contra Diogo Machado Teixeira, 36, devido ao acidente que resultou em ferimentos graves no rapaz, além da morte de um amigo.


O acidente ocorreu por volta das 3h30 do dia 11 de fevereiro, no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Bahia, e vitimou o pernambucano José Pedro Alves da Silva, de 22 anos. Diogo conduzia uma caminhonete Mitsubishi L-200 quando bateu em um táxi, onde estava, além de José e Ramon, o taxista Sebastião Mendes Rocha, de 51, que está internado na Santa Casa.


Ramon, acompanhado da mãe Maria Neide, esteve ontem (15) no Procon/MS, onde solicitou o DPVAT. “Já estamos com uma advogada, e vamos entrar com processo criminal contra o Diogo, pelo que ele fez”, afirmou a mãe do jovem.


O condutor da caminhonete, Diogo Machado Teixeira, admitiu que bebeu quatro cervejas e duas doses de vodka no dia do acidente, antes de conduzir o veículo. Diogo está preso na Depac Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).


O motorista chegou a fazer o teste do bafômetro, que indicou 0,59 mg/l, considerado estado de embriaguez.


Ramon e a mãe retornam para a terra natal, Pernambuco, ainda neste sábado (16). Ramon teve lesões nas pernas, inclusive com um fêmur quebrado em três partes, no braço e na região do peito.


O jovem, que não se lembra de nada do acidente, ainda disse que lamenta muito a morte do amigo José. “Fiquei sabendo aqui no hospital, depois de acordar, nem sei quanto tempo fiquei dormindo”, lamentou.

Jornal Midiamax