Geral

Papa estabelece novo painel para o Vaticano

O papa Francisco estabeleceu um painel de profissionais de investimentos, dentre eles um ex-ministro de Cingapura, para ajudar a reformular a administração financeira e os procedimentos orçamentários do Vaticano, informou a Santa Sé nesta sexta-feira. O novo comitê “vai reunir informações, fazer relatórios ao Santo Padre e cooperar com o Conselho de Cardeais para o […]

Arquivo Publicado em 19/07/2013, às 12h53

None
1132100771.jpg

O papa Francisco estabeleceu um painel de profissionais de investimentos, dentre eles um ex-ministro de Cingapura, para ajudar a reformular a administração financeira e os procedimentos orçamentários do Vaticano, informou a Santa Sé nesta sexta-feira.


O novo comitê “vai reunir informações, fazer relatórios ao Santo Padre e cooperar com o Conselho de Cardeais para o estudo de problemas econômicos e organizacionais da Santa Sé a fim de elaborar as reformas dessas instituições”, disse o Vaticano em comunicado.


A comissão de oito pessoas é composta por leigos com experiência em legislação, finanças, economia e “questões organizacionais” e iniciará seus trabalhos pouco depois de o papa voltar de sua viagem ao Brasil, disse o Vaticano.


Dentre os indicados estão George Yeo, responsável por vários ministérios em Cingapura num período de 20 anos; Jean-Baptiste de Franssu, que presidiu o Fundo Europeu e a Associação de Gerentes de Ativos, além de Francesca Immacolata Chaouqui, consultora de gestão da Ernest & Young em Roma.


O painel é semelhante a um outro que o papa estabeleceu recentemente para avaliar o Instituto para as Obras de Religião (IOR), também conhecido como Banco do Vaticano. O Instituto faz uma considerável contribuição para as contas financeiras do Vaticano, mas está envolvido em acusações de uso ilícito de suas contas e sob pressão para atender às regras mundiais de prevenção à lavagem de dinheiro.


O novo painel vai se concentrar mais em outros aspectos da administração orçamentária do Vaticano, incluindo a forma como contratos são propostos e pagos, aquisições são feitas e como são gerenciados imóveis e ativos financeiros.


Embora o alcance seja amplo, o painel vai se ater particularmente na Administração do Patrimônio da Santa Sé (APSA) e na governadoria, que cuida da manutenção e contratos de fornecimento dentro do Vaticano e em seus museus.

Jornal Midiamax