Geral

Grupo Arte Boa Nova apresenta espetáculo “Realidade Virtual” no Centro Cultural

O grupo Arte Boa Nova, com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, apresenta no domingo (8) a peça “Realidade Virtual”, às 17h e 19h30, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo. O espetáculo tem duração aproximada de 120 minutos e classificação de 12 anos. “Realidade Virtual” reporta […]

Arquivo Publicado em 03/12/2013, às 16h46

None

O grupo Arte Boa Nova, com o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, apresenta no domingo (8) a peça “Realidade Virtual”, às 17h e 19h30, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo. O espetáculo tem duração aproximada de 120 minutos e classificação de 12 anos.

“Realidade Virtual” reporta à história de Eduardo, um jovem estudante universitário que se transfere para uma cidade grande a fim de cursar universidade de Direito, levando consigo o desejo de curtir sua nova situação de individualidade e liberdade.

Já na primeira noite em seu pequeno apartamento de condomínio residencial, onde parece curtir sua privacidade e tão almejada solidão programada, eis que estranhas visões e insistentes chamados ao celular parecem evidenciar-lhe que ninguém está extremamente isolado ou sozinho, qual seja o local em que se refugie e jamais nos separamos do nosso passado e de nossos conflitos.

As cenas que abordam a problemática emocional do personagem trazem reflexões importantes sobre os fenômenos psíquicos ou psicológicos estudados e abordados igualmente pelos ensinos espíritas; aprofunda-se em temas atuais quando nos apresenta a tese dos fenômenos parapsicológicos ou mediúnicos, com desdobramento da “psique” nos momentos de repouso do corpo físico, interagindo em outras dimensões da vida (mundo espiritual).

Além da abordagem de temas inéditos nos trabalhos da companhia, o enredo ainda desenvolverá questões relativas à reencarnação, laços de família e processos de obsessão e auto-obsessão e, como marca registrada do grupo, o tema “Amor” como mensagem indispensável às vidas das pessoas em qualquer dimensão que estejamos manifestando nossa individualidade.

O texto, concebido e dirigido por Nelson Peixoto, consolidou o grupo sul-mato-grossense de teatro “Arte Boa Nova” no estilo contemporâneo, dinâmico, jovem e descontraído, atraindo jovens e adultos que afluíram aos auditórios tanto de Campo Grande quanto das cidades do interior onde a Companhia se apresentou.

“Realidade Virtual” conta em seu elenco com participações especiais dos atores Bruno Moser, Laurênio Machado e Natali Allas, especialmente convidados para a produção além de Adrianne Lobo, Pablo Pacheco, Leonardo Rocha, Neli Oliveira, Alil Assumpção, Alexandre Lopes, Sueli Rebello, Vânia Teófilo, Vinícius Oliveira, Geovani Oliveira, Jéssica Peixoto, Lorena Vaz, Luana Abud, Nathália Rebello, Amaury Moro e Rodrigo Malhada.

Diego Rubert é o responsável pela direção de elenco, Marta Nogueira assina a pesquisa musical, Leonardo Rocha as montagens coreográficas, Leonardo Medeiros a sonoplastia e Bruno Leonardo os efeitos especiais e contrarregragem.

Ao ser questionado sobre o estilo e metodologia aplicada na produção das inúmeras montagens sob sua responsabilidade, Nelson Peixoto, diretor e dramaturgo sul-mato-grossense, procura desmistificar a imagem que poderia ter criado em torno de seu estilo afirmando que o mesmo não se prende a nenhum padrão ou regras definitivas, pelo contrário, busca a cada produção inovar e diversificar, pois acredita que é justamente nesta capacidade de flexibilização das montagens que reside a popularidade e o acesso das peças a todos os segmentos da sociedade.

A peça “Realidade Virtual” sucede a temporada de “Amai-vos” (2012), também concebida e dirigida por Nelson Peixoto, onde a Companhia presenteou Mato Grosso do Sul com uma de suas mais bem cuidadas montagens teatrais alcançando grande repercussão dentre as produções artísticas produzidas na Capital, além de recorde de público também nas cidades do interior.

Além da Fundação de Cultura, o grupo conta também com o apoio da Fundação Chico Xavier, Federação Espírita de Mato Grosso do Sul, Instituto de Cultura Espírita de MS, Corpo de Bombeiros Militar MS e Arquitécnica (Espaço Chico Xavier).

Serviço – Ingressos à venda no site do grupo: www.arteboanova.com.br e na Arquitecnica localizada na rua Dom Aquino, 431 a preço único R$ 10,00.

Como a companhia não tem fins lucrativos a renda deste espetáculo será direcionada para a produção do Projeto Evangelizar com Arte, criado e mantido pela Companhia desde a sua fundação.

O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica localizado na Rua 26 de Agosto, 453 – Centro.

Jornal Midiamax