A família do menino Matheus Garcia Cabral, de 11 anos, que morreu após ser baleado na cabeça no bairro Parque do Sol doou as córneas do menino. Os demais órgãos não puderam ter o mesmo fim devido à demora para que o corpo fosse recolhido.

De acordo com informações dos vizinhos, Matheus morava na casa da mãe havia apenas um mês, já que antes ele morava com o pai Taylon Cabral. Ele era o caçula de três irmãos.

O corpo de Matheus está sendo velado na Pax Nippon.