Geral

Anatel proíbe vendas de novas linhas da Oi, TIM e Claro a partir de segunda-feira

As operadoras têm 30 dias para apresentar um plano de investimentos para os próximos dois anos para resolver problemas na qualidade dos serviços.Caso este prazo seja decumprido,deverão pagar multa diária de R$ 200 mil

Arquivo Publicado em 18/07/2012, às 20h23

None

As operadoras têm 30 dias para apresentar um plano de investimentos para os próximos dois anos para resolver problemas na qualidade dos serviços.Caso este prazo seja decumprido,deverão pagar multa diária de R$ 200 mil

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou, nesta quarta-feira, a suspensão da venda de novas linhas telefônicas de três companhias de telefonia celular a partir da próxima segunda-feira. A agência proibiu a TIM de vender em 19 Estados, a Oi em 5 Estados e a Claro em 3. As empresas deverão apresentar, nos próximos 30 dias, um plano de investimentos para o setor que contemple a melhora na oferta dos serviços. Se a determinação for desrespeitada, as operadoras pagarão multa de R$ 200 mil por dia.


Segundo o presidente da agência reguladora, João Rezende, a melhora na qualidade dos serviços vai ser cobrada de todas as empresas de telefonia. “As telefônicas vão ter que melhorar a qualidade da rede, a questão de chamadas que não completam e a diminuição na interrupção dos serviços, principalmente no caso de acesso à internet móvel”, afirmou.


“Acreditamos que é uma solução extrema, mas queremos arrumar o setor, estamos para receber eventos esportivos que vão demandar muito uso das redes. O mercado de telefonia é muito potente, o leilão do 4G mostrou isso, e estamos preocupados”, disse o presidente.


Só haverá uma companhia proibida de vender novas linhas por Estado, segundo o presidente da Anatel. Juntas, as três empresas penalizadas detêm cerca de 70% do mercado de telefonia. A Vivo, companhia com a maior quantidade de clientes, não sofreu sanções.


Jornal Midiamax