Geral

Vazão em usina causa enchente em Três Lagoas

A Companhia Energética de São Paulo ampliou a vazão na usina engenheiro Souza Dias (Jupiá) nesses últimos dias, aumentando o nível do rio Paraná, provocando cheia e inundando os lotes lindeiros localizados na Vila dos Pescadores, em Jupiá, no município de Três Lagoas. Segundo o ajudante do barco de passeio Leonardo de Souza Júnior, o […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 01h10

None

A Companhia Energética de São Paulo ampliou a vazão na usina engenheiro Souza Dias (Jupiá) nesses últimos dias, aumentando o nível do rio Paraná, provocando cheia e inundando os lotes lindeiros localizados na Vila dos Pescadores, em Jupiá, no município de Três Lagoas.


Segundo o ajudante do barco de passeio Leonardo de Souza Júnior, o nível de água do rio subiu entre 3,15 e 3,20 metros cúbicos, cobrindo a areia da prainha de Jupiá e a estrada marginal, chegando até os bares.


Para o pescador amador Eurides Donegar, com o nível alto é ruim para pescar do barranco, os peixes somem. Eurides disse que chegou às 5h da manhã e tinha pegado até as 11h, “apenas um piauzinho”. Ainda segundo o pescador, há dois anos a enchente foi bem maior, com as águas cobrindo os bares.


O diretor-presidente da Colônia de Pescadores Profissionais Z-03 de Jupiá, Antônio Souza de Farias, afirmou que antes de 1983 era enchente todo ano. “Por isso a Vila mudou, ficou mais recuada. Até a prainha velha sumiu”, disse. A Vila de Pescadores tem 3 mil habitantes.


O nível d’água começou a subir na sexta-feira, com a vazão chegando a 17 mil metros cúbicos por segundo, informou a Divisão de Comunicação da CESP. Quando as vazões dos reservatórios tornam-se mais intensas, a CESP envia aos municípios lindeiros (que margeiam os reservatórios) e aos órgãos ligados à Defesa Civil o Boletim Informativo de Vazões (BIV) para alertar a população, como aconteceu na sexta-feira.


De acordo com o BIV de ontem, a descarga média prevista para estes dias é de 15.919 metros cúbicos, mantendo o nível d’água alto.

Jornal Midiamax