Por decreto, o presidente da VenezuelaHugo Chávez estatizou a indústria do ouro no país nesta quarta-feira (17). A medida é para evitar garimpos ilegais e aumentar as reservas em ouro do país, disse Chávez, por telefone, à TV estatal.

A produção declarada de ouro da Venezuela é de 11 toneladas por ano, mas o presidente venezuelano acha que outras 11 toneladas são produzidas ilegalmente.

Será “um decreto para tomar o setor do ouro”, o qual ainda permanece nas mãos de uma “máfia e de contrabandistas”, afirmou Chávez. “Nós não temos apenas a riqueza do petróleo, nós temos aqui uma das maiores reservas auríferas do mundo (…), vamos transformá-las em nossas reservas internacionais porque o ouro está se valorizando.”

Chávez anunciou a repatriação das reservas em ouro depositadas em países da Europa. São 365 toneladas e sairão da Europa também as reservas monetárias da Venezuela, cerca de US$ 6 bilhões. Que serão divididos entre bancos da Rússia, da Índia, da China e do Brasil. Por segurança, disse Chávez.