Geral

Cosan e Shell anunciam criação da marca Raízen

A Cosan e a Shell anunciaram nesta segunda-feira (14) a criação da marca Raízen – organização resultante do processo de integração dos negócios das duas companhias. A Raízen será a marca corporativa dos negócios e a aposta para o crescimento das vendas internacionais de etanol. A Raízen nasce com valor de mercado estimado em torno […]

Arquivo Publicado em 14/02/2011, às 15h34

None

A Cosan e a Shell anunciaram nesta segunda-feira (14) a criação da marca Raízen – organização resultante do processo de integração dos negócios das duas companhias. A Raízen será a marca corporativa dos negócios e a aposta para o crescimento das vendas internacionais de etanol.


A Raízen nasce com valor de mercado estimado em torno de US$ 12 bilhões, cerca de 40 mil funcionários, uma rede de 4,5 mil postos e com a previsão de em cinco anos dobrar a produção de etanol, passando de 2,2 bilhões de litros (resultado de 2010) para 5 bilhões de litros.


Em termos de capacidade de produção, a companhia espera passar dos atuais 62 milhões de toneladas de cana moída para 100 milhões de toneladas anuais.


“O nosso plano é consolidar o etanol de cana de açúcar como commodity internacional”, declarou o presidente da Raízen, Vasco Dias.


A marca Shell será mantida e foi a escolhida para ser a única na distribuição de combustíveis no Brasil. Já a marca Esso tende a desaparecer no prazo de até 36 meses, segundo a empresa. De acordo com os executivos, é através da presença da marca Shell no mundo que eles pretendem expandir o mercado de distribuição de etanol, principalmente nos mercados asiáticos e europeus.


Acreditam que não há mais impedimento algum para essa integração e esperam que a operação integrada comece ainda no primeiro semestre de 2011.

Jornal Midiamax