Geral

Banqueiro morre em queda de avião nos EUA

Um banqueiro de investimentos do Greenhill & Co Inc, um ávido piloto que trabalhou em alguns dos maiores negócios de sua empresa, estava entre as cinco pessoas que morreram quando o seu avião particular caiu em uma movimentada estrada de Nova Jersey, nos Estados Unidos, nesta terça-feira. Jeffrey Buckalew, de 45 anos, diretor do Greenhill’s […]

Arquivo Publicado em 21/12/2011, às 00h47

None

Um banqueiro de investimentos do Greenhill & Co Inc, um ávido piloto que trabalhou em alguns dos maiores negócios de sua empresa, estava entre as cinco pessoas que morreram quando o seu avião particular caiu em uma movimentada estrada de Nova Jersey, nos Estados Unidos, nesta terça-feira.


Jeffrey Buckalew, de 45 anos, diretor do Greenhill’s North American Advisory, estaria viajando com a sua esposa, Corinne, e os dois filhos, Jackson e Meriwether, informou o banco de investimentos em comunicado.


Rakesh Chawla, de 36 anos, um executivo do setor de serviços financeiros do Greenhill, também morreu no acidente, informou a empresa.


O avião monomotor Socata decolou do aeroporto Teterboro, de Nova Jersey, e viajava para o aeroporto DeKalb Peachtree, perto de Atlanta, afirmou o porta-voz da Administração Federal de Aviação, Jim Peters.


As causas do acidente estão sob investigação.


Antes da queda, o avião fez contato com um controlador de tráfego aéreo solicitando permissão para buscar maior altitude, a qual foi concedida, disse Peters. Em seguida, a transmissão piorou e o avião saiu do radar, acrescentou.


Buckalew, que deixou o Salomon Brothers para ir trabalhar no Greenhill em 1996, era um piloto experiente e apaixonado pelos voos, afirmou a empresa.


“Jeff foi um dos primeiros funcionários do Greenhill. Ele e Rakesh eram profissionais extraordinários e altamente respeitados pelos colegas e clientes”, afirmaram em comunicado conjunto o chairman da empresa, Robert Greenhill, e o chefe-executivo, Scott Bo. “Eles farão muita falta e damos nossas condolências aos seus familiares e amigos”.

Jornal Midiamax