Geral

Neymar é alvo de 21% das faltas no Santos

Os dribles em velocidade, as canetas desconcertantes e a habilidade que tem com a bola nos pés tornaram Neymar não só um dos principais atletas do Santos nesta temporada como um alvo dos adversários que o enfrentam nos gramados. Por isso, o atacante de Peixe de 18 anos e 32 gols na temporada, é constantemente […]

Arquivo Publicado em 04/09/2010, às 14h13

None

Os dribles em velocidade, as canetas desconcertantes e a habilidade que tem com a bola nos pés tornaram Neymar não só um dos principais atletas do Santos nesta temporada como um alvo dos adversários que o enfrentam nos gramados. Por isso, o atacante de Peixe de 18 anos e 32 gols na temporada, é constantemente caçado em campo. Tanto que ele já sofreu 21% das faltas a favor do Alvinegro nesta edição do Campeonato Brasileiro – 53 de 258.


Durante o Campeonato Paulista, vencido pelo Peixe, o feito já havia ocorrido:  das 330 faltas recebidas pelo Peixe na competição, 81 (ou 25%) foram no franzino atacante, eleito o melhor atleta do torneio.


Para tentar fugir da marcação cerrada dos adversários, Neymar tem feito uma programação de treinamentos especial. O jovem faz um trabalho para aumentar a massa muscular, o que o ajuda a manter o equilíbrio nos momentos de contato com os rivais. Depois das partidas, sessões de fisioterapia ajudam a amenizar as dores pelas pancadas que recebe.


– Desde que chegou ao time profissional, o Neymar cumpre uma programação individualizada para aumentar o volume muscular. Isto é fundamental para suportar o impacto do contato com os adversários. Além disso, depois dos jogos, fazemos sessões de gelo e massagem para diminuir as dores causadas pelas pancadas. Isso já virou uma rotina, no caso dele – disse Avelino Buongermino, fisioterapeuta do Peixe, ao site oficial do clube.


Neymar terá folga para suas canelas pelo menos nesta rodada do Brasileiro. Suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Avaí (2 a 1), o atacante está fora do confronto com o Flamengo, às 16h deste domingo, no Maracanã – ele deve ser substituído por Madson.

Jornal Midiamax