Geral

Deputado Federal reforça campanha de Dilma Rousseff no MS

Reverter o resultado eleitoral para a Presidência da República no Estado, fazendo a Dilma Rousseff a mais votada no Estado. Empenhado nessa missão, o deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT-MS) vem trabalhando na organização da agenda política de campanha da candidata no Estado, em parceria com a direção regional e municipal do PT. No sábado, […]

Arquivo Publicado em 18/10/2010, às 14h28

None

Reverter o resultado eleitoral para a Presidência da República no Estado, fazendo a Dilma Rousseff a mais votada no Estado. Empenhado nessa missão, o deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT-MS) vem trabalhando na organização da agenda política de campanha da candidata no Estado, em parceria com a direção regional e municipal do PT.

No sábado, Biffi e toda a assessoria participaram ativamente de adesivagem e panfletagem na av. Afonso Pena, em Campo Grande.

Nesta segunda-feira, às 15 horas, promove reunião com servidores da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), organizada pelo Sista e de caminha, entre 15h30 e 16h30, no Bairro Mata do Jacinto.

O parlamentar também vem se empenhando na mobilização de prefeitos e lideranças para o Comitê Suprartidário pró-Dilma, na quinta-feira, às 17h00, na Acrissul-MS com a participação do candidato a vice-presidente, Michel Temer e do Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, ambos do PMDB.

Reeleito com 60.33 votos, ressalta que os eleitores de Mato Grosso do Sul não podem cair nas armadilhas políticas dos grandes meios de comunicação, que estão fazendo campanha aberta para candidato do PSDB, manipulando as pesquisas.

Pontua que o Governo Lula foi extremamente generoso com o povo sul-mato-grossense que recebeu mais de R$ 3,5 bilhões de investimentos federais, proporcionalmente um dos maiores do País. Cita com o exemplo mais de R$ 300 milhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), recuperação de rodovias federais, 40 mil moradias popular, sete escolas técnicas federais, a UFGD , sete centros universitários da UFMS, 60 novos centros de educação infantil , além da aumento dos repasses à prefeitura em razão da política de ampliação de consumo. “Alerto aos eleitores para que caiam no discurso hipócrita, pseudo moralista daqueles historicamente exploraram a máquina pública em proveito próprio e que querem retomar a máquina do Estado para fazer grandes negócios e atender os amigos. Temos que avaliar o candidato num todo e continuar o projeto que faz o Brasil para todos”, compara Biffi.

Jornal Midiamax