Geral

Anvisa alerta para uso correto do protetor solar

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgaram nesta semana um boletim sobre o uso correto de protetor solar. O documento ratifica a importância da proteção contra os raios ultravioletas, que contribuem para o desenvolvimento de câncer de pele e o […]

Arquivo Publicado em 30/01/2010, às 20h24

None

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgaram nesta semana um boletim sobre o uso correto de protetor solar. O documento ratifica a importância da proteção contra os raios ultravioletas, que contribuem para o desenvolvimento de câncer de pele e o envelhecimento precoce.

O documento destaca que o uso diário de protetor solar com fator de proteção (FPS) de no mínimo 15 é indispensável para todas as pessoas, independentemente da cor da pele. Outra orientação é evitar a exposição ao sol entre as 10h e as 16h, assim como usar chapéu com abas e óculos escuros. Também é importante lembrar de passar protetor nas orelhas, no pescoço, nariz, nos pés e nas mãos.

A recomendação do boletim, assim como da cartilha do Instituto Nacional de Câncer (Inca), é que o protetor solar seja aplicado na pele pelo menos 30 minutos antes da exposição ao sol. Ele deve ser reaplicado após o contato com a água e depois de duas horas de exposição contínua ao sol.


O boletim lembra que esses cuidados devem ser tomados durante todo o ano e não só no verão, pois os raios ultravioleta conseguem alcançar a Terra também em dias nublados e com pouca luminosidade.


Segundo o Inca, o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os tumores malignos registrados no país. A pesquisa, divulgada em novembro de 2009, prevê que ao longo deste ano deverão ocorrer 113 mil casos de câncer de pele não melanoma, causado principalmente pela exposição ao sol.

Jornal Midiamax