Geral

Aluguel de imóvel da Fundação de Cultura causa polêmica em Ladário

Por um erro de digitação, o valor de R$ 9.996,00 cobrados pelo aluguel do imóvel utilizado pela Fundação de Cultura e Esportes da Prefeitura de Ladário foi motivo de polêmica, em Ladário. Esse valor, evidentemente, é anual, mas no Extrato publicado na edição de 02 de setembro do Diário Corumbaense constava, por uma falha, como […]

Arquivo Publicado em 21/09/2010, às 15h18

None

Por um erro de digitação, o valor de R$ 9.996,00 cobrados pelo aluguel do imóvel utilizado pela Fundação de Cultura e Esportes da Prefeitura de Ladário foi motivo de polêmica, em Ladário. Esse valor, evidentemente, é anual, mas no Extrato publicado na edição de 02 de setembro do Diário Corumbaense constava, por uma falha, como valor mensal. A Prefeitura enviou uma “errata” ao jornal esclarecendo o valor correto do aluguel mensal, que é de R$ 833,00. A errata foi publicada na edição de segunda-feira, 20 de setembro. Antes disso, porém, aproveitando-se da falha técnica, oportunistas de plantão lançaram mão de uma série de acusações contra a administração, sem antes buscar esclarecimentos sobre o real valor do aluguel.


Afinal, em nenhum momento da história do País a quantia de R$ 9.996,00 como valor mensal de um aluguel condiz com a realidade do mercado imobiliário de Ladário ou mesmo de cidades de grande porte. Para aqueles que nunca tenham entrado nas dependências da Fundação de Cultura e Esportes, é importante esclarecer que no imóvel funciona um escritório com recepção e administração, uma sala de serviços do diretor-presidente Maximiano Sabatel, outra sala com o coordenador do Plano Diretor e presidente do Conselho Municipal de Cidade, o ex-prefeito Aurélio Quintiliano da Cruz, e uma quarta sala para reuniões e que também foi cedida como base para a equipe técnica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) realizar o Censo 2010 em Ladário.


Além disso, cozinha e banheiro. Aluguel mensal: R$ 833,00. Uma boa pauta sobre mercado imobiliário e economia pública que, porém, foi mal utilizada e virou campo de batalha entre aqueles que andam em busca de munição para desferir ataques contra a administração pública do município. As informações são da assessoria de imprensa da Prefeitura ladarense.

Jornal Midiamax