Geral

Alonso diz que evitou ataque a Massa no GP da Austrália de F-1

O piloto espanhol Fernando Alonso, quarto colocado no GP da Austrália, afirmou neste domingo que poderia ter atacado o companheiro de Ferrari, Felipe Massa, para tentar tomar a terceira posição –mas resolveu ser conservador para preservar os dois carros da escuderia. “Quando me encontrava atrás de Felipe, talvez eu pudesse ter ido um pouco mais […]

Arquivo Publicado em 28/03/2010, às 23h18

None

O piloto espanhol Fernando Alonso, quarto colocado no GP da Austrália, afirmou neste domingo que poderia ter atacado o companheiro de Ferrari, Felipe Massa, para tentar tomar a terceira posição –mas resolveu ser conservador para preservar os dois carros da escuderia.

“Quando me encontrava atrás de Felipe, talvez eu pudesse ter ido um pouco mais rápido, mas nós sabemos que é muito difícil ultrapassar na F-1 e, entre companheiros de equipe, não se deve correr riscos desnecessários. Se tivéssemos conseguido ultrapassar [Robert] Kubica, então a história poderia ter sido diferente”, falou o espanhol.

Alonso foi o quarto e ficou fora do pódio, mas manteve a liderança do Mundial de pilotos (37 a 33 pontos contra Massa). Mas o corredor fez questão de ressaltar que, para ele, a corrida foi emocionante.

“Foi uma ótima corrida. Quem dizia que as corridas eram monótonas, que veja esta novamente. Podia ter sido mais divertida se eu subisse no pódio, mas tinha [Jenson] Button, [Robert] Kubica e [Felipe] Massa à frente e era difícil”, falou Alonso.

A largada da prova foi dada debaixo de uma fraca chuva, suficiente para fazer com que os carros saíssem com pneus intermediários. Alonso tocou em Jenson Button e Michael Schumacher, rodou e caiu para o fundo da fila.

“Estou satisfeito com este resultado. Tive uma péssima largada, pois passei com as rodas em uma linha branca e, na primeira curva, bati em outros dois carros, então terminar em quarto lugar é muito significativo, sobretudo levando em consideração o que aconteceu com outros pilotos. Aumentamos nossa vantagem sobre alguns dos nossos rivais mais próximos na luta pelo título. Graças à estratégia, conseguimos obter este resultado”, acrescentou.

“Veja a classificação final do GP da Austrália

“1º – Jenson Button (ING/McLaren)

“2º – Robert Kubica (POL/Renault)

“3º – Felipe Massa (BRA/Ferrari)

“4º – Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

“5º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

“6º – Lewis Hamilton (ING/McLaren)

“7º – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)

“8º – Rubens Barrichello (BRA/Williams)

“9º – Mark Webber (AUS/Red Bull)

“10º – Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

“11º – Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)

“12º – Pedro de la Rosa (ESP/Sauber)

“13º – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)

“14º – Karun Chandhok (IND/Hispania)

“Não completaram

“Timo Glock (ALE/Virgin)

“Lucas di Grassi (BRA/Virgin)

“Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

“Adrian Sutil (ALE/Force India)

“Vitaly Petrov (RUS/Renault)

“Bruno Senna (BRA/Hispania)

“Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

“Nico Hulkenberg (ALE/Williams)

“Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)

“Jarno Trulli (ITA/Lotus)

Jornal Midiamax