A estreia do no Paulistão não foi como os torcedores esperavam. O time de Abel Ferreira jogou mal, especialmente no primeiro tempo, foi castigado com um gol no último minuto e empatou por 1 a 1 com o Novorizontino, neste domingo, no estádio Jorge Ismael de Biasi. Raphael Veiga, de cabeça, marcou para o time alviverde, enquanto Willian Farias balançou as redes para os donos da casa.

Na quarta-feira, o Palmeiras receberá a Inter de Limeira, às 21h35 (horário de Brasília). No dia seguinte, o Novorizontino visitará o Santo André, às 21h. O time do interior paulista está no Grupo D, com São Paulo, São Bernardo e Botafogo-SP. A equipe palmeirense está no Grupo B, com Água Santa, e Guarani. Nesta fase, os times enfrentam os adversários dos demais grupos em turno único. Os dois melhores de cada avançam às quartas de final.

O Palmeiras foi para Novo Horizonte com os desfalques do lateral-esquerdo Piquerez, que trata lesão, e de Endrick, que está com a seleção brasileira no Torneio Pré-Olímpico. Eles deram lugar a Vanderlan e Rony, respectivamente. Abel Ferreira desfez o esquema com três zagueiros que implementou na reta final do ano passado, posicionando Marcos Rocha de volta à lateral-direita, e Mayke mais avançado, no meio-campo.

Coincidência ou não, o lado direito foi o calcanhar de Aquiles do time alviverde nos primeiros minutos. A equipe de Eduardo Baptista insistiu em jogadas pelo setor e criou chances perigosas. Aos 16, Waguininho desviou cruzamento de carrinho e por pouco não abriu o placar para os donos da casa.

Além do azar de iniciar a temporada contra um adversário que por pouco não alcançou o acesso à Série A, o Palmeiras também sofreu com o forte calor na cidade interiorana – a temperatura de 30 graus obrigou o árbitro a fazer uma pausa para hidratação. Com a bola rolando, a equipe de Abel não se encontrou no primeiro tempo, errando muitos passes, com dificuldades para furar a defesa adversária e deixando espaços atrás. Aos 38, Weverton rebateu chute de longe e Neto Pessoa mandou para as redes, mas o VAR assinalou falta no início da jogada e anulou o gol. O continuou apertando até o fim da etapa inicial, assustando principalmente em jogadas aéreas.

Na volta do intervalo, Abel Ferreira promoveu as estreias do lateral-esquerdo Caio Paulista e do atacante Bruno Rodrigues. As mudanças não surtiram efeito imediato, e os primeiros minutos da etapa final foram de pressão do Novorizontino, com direito a bola na trave e Weverton fazendo milagre. Aos 16, na primeira chegada do Palmeiras ao ataque, Marcos Rocha cruzou da direita e Raphael Veiga apareceu para cabecear sozinho, colocando os à frente do placar.

O gol palmeirense foi um banho de água fria para o Novorizontino, que arrefeceu na partida e não conseguiu manter o mesmo ritmo forte de antes. Abel Ferreira reforçou a marcação com a entrada do volante argentino Anibal Moreno, recém-contratado, e oxigenou o time com as entradas de Atuesta, que retorna de lesão, e o jovem Jhon Jhon. A equipe alviverde melhorou após as substituições, mas o drama voltou nos minutos finais e Willian Farias aproveitou descuido da defesa para deixar tudo igual no último minuto do confronto.

FICHA TÉCNICA:

NOVORIZONTINO 1 X 1 PALMEIRAS

NOVORIZONTINO – Jordi; Willean Lepo, Rodrigo Soares, César Martins, Chico e Danilo Barcelos (Reverson); Geovane, Marlon (Paulo Vitor) e Rômulo (Willian Farias); Waguininho (Rodolfo) e Neto Pessoa (Jenison). Técnico: Eduardo Baptista.

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Vanderlan (Caio Paulista); Zé Rafael (Aníbal Moreno), Richard Ríos, Mayke e Raphael Veiga (Atuesta); Rony (Jhon Jhon) e Breno Lopes (Bruno Rodrigues). Técnico: Abel Ferreira.

GOLS – Raphael Veiga, aos 16, e Willian Farias, aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Danilo Barcelos e Jenison (Novorizontino).

ÁRBITRO – Matheus Delgado Candançan.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP).