A manhã do Dia dos Pais começou agitada para os pais que acordaram cedo e levaram os filhos para em evento beneficente em Campo Grande. Além de comemorar a data neste domingo (13), afirmam que o programa incentiva uma vida mais saudável.

É o caso do bancário Lourival de Oliveira, de 34 anos, que levou os dois filhos para a corrida. O mais velho, de cinco anos, correu o percurso de 50 metros e se alegrou ao conquistar a medalha.

Enquanto isso, o caçula de três anos tentou acompanhar, mas desistiu na metade do percurso. “A gente sabe que o esporte é muito importante e hoje estar aqui no Dia dos Pais é mais importante ainda, poderia estar dormindo em casa, mas estamos aqui incentivando e dando o exemplo”, disse.

Lourival é ciclista e já participa de competições de ciclismo há cerca de cinco anos. O filho mais velho acompanha o pai em algumas provas. “Hoje eu trouxe ele para participar nos esportes”, explicou.

Significado na vida

Segundo ele, “ser pai é gerar significado para a vida do filho, dar cuidado e atenção”. Assim, o bancário destaca que tenta incentivar os cuidados com a saúde. “Estou fazendo minha parque para que ele tenha uma vida saudável”, afirmou.

O mesmo pensamento é compartilhado por Ademir Nascimento, de 40 anos. Este é o segundo ano que o motorista leva o filho para participar da corrida.

A intenção é que a criança ‘para que ele pegue gosto' pelos esportes. Com 15 medalhas e 20 troféus de competições que já participou, Ademir disse que o filho sonha em ter mais medalhas do que ele;

“Além de ser dia dos pais, estou incentivando meu filho a ter gosto pelo esporte”, destacou. Ele se emocionou ao responder sobre o que é ser pai durante conversa com o Midiamax. “Não tenho palavras para explicar, ele é minha vida”, disse com lágrimas escorrendo pelo rosto.

Competição beneficente

A corrida beneficente está no segundo ano de realização. O presidente nacional da Casa da União, Mário Lúcio de Souza disse que o evento sempre acontece no Dia dos Pais.

“Esse evento é para manutenção do Lar Santana”, informou. O projeto acontece no e é voltado para e adolescentes.

São oferecidas aulas de violino, música, reforço escolar e até profissionalização para os pais das crianças. Além disso, distribuem cestas básicas.

Mário afirmou que o objetivo da corrida é a arrecadação de R$ 35 a R$ 40 mil. Com R$ 95 de inscrição por pessoa e 500 inscritos, a entidade recebeu cerca de R$ 47 mil apenas nas inscrições. Várias empresas participaram do projeto e a corrida conta com sorteio de brindes.