Numa tarde decisiva, pela 37.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Juventude e Ponte Preta ficaram no empate sem gols, por 0 a 0, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), e perderam a chance de confirmar matematicamente seus objetivos. Enquanto o time gaúcho terá que lutar pelo acesso na última rodada, os paulistas irão atrás da manutenção de vaga na Série B em 2024. Mas ambos seguem dependendo apenas de si.

Com o resultado, o Juventude segue na terceira colocação com 62 pontos, mas viu o Criciúma se juntar ao campeão Vitória e confirmar o acesso, em segundo lugar, com 64 pontos. Agora, terá que lutar por uma das duas vagas de acesso que estarão em aberto na última rodada, quando enfrentará o Ceará, fora de casa, em Fortaleza, no próximo sábado (25).

Já a Ponte Preta também não se mexeu na classificação e continua na 15ª posição com 39 pontos, mas ainda poderá torcer por tropeços de Tombense e Sampaio Corrêa que ainda entram em campo pela 37.ª rodada e são concorrentes diretos. Na última rodada, o time campineiro recebe o CRB no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, e precisará vencer, caso não queira depender de ninguém.

Apesar do gramado pesado, por conta de uma forte chuva que caiu antes do início do duelo, o Juventude começou a partida de forma mais agressiva e quase abriu o placar logo aos três minutos. Gabriel Taliari recebeu em velocidade, limpou a marcação e bateu firme, no ângulo, mas Caíque França fez grande defesa para salvar a Ponte Preta.

Mas, a partir daí, o time campineiro conseguiu equilibrar as ações aos poucos e chegou com perigo duas vezes com Jeh. Aos 31 minutos, Elvis cruzou na área e o camisa 19 cabeceou, mas Thiago Couto fez a defesa. Já nos acréscimos, aos 46, o atacante recebeu de Pablo Dyego, mas mesmo de frente para o gol, chutou para fora.

Na volta do intervalo, a partida seguiu movimentada, agora com chances para os dois lados. Aos 10 minutos, Pablo Dyego recebeu livre na área após uma furada do zagueiro Danilo Boza e finalizou de primeira, mas isolou, perdendo uma ótima oportunidade para a Ponte Preta. A resposta do Juventude veio aos 17, quando Gabriel Taliari invadiu a área e ficou cara-a-cara com Caíque França, que conseguiu fazer o desarme na hora certa.

Minutos depois, aos 21, a Ponte Preta seguiu acumulando boas chances desperdiçadas. Desta vez, Elvis lançou Jeh na área, mas a bola sobrou para Weverton, que chegou batendo cruzado, mas acabou mandando para fora. Porém, o Juventude poderia ter marcado o gol da vitória aos 38 minutos. Rafael Furtado invadiu a área e chutou forte, mas mandou no travessão. Por isso, o duelo terminou mesmo com o empate sem gols.