Com gol de pênalti de Thiago Galhardo no início do jogo, o Internacional perdeu para o Fortaleza por 1 a 0, na tarde deste sábado e aumentou seu jejum sem vitórias no para oito jogos. A partida aconteceu no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS) e válida pela 20ª rodada, na abertura do returno.

Esta é a segunda derrota seguida, porque antes tinha levado 3 a 1 do Botafogo, no Rio. Os jogadores do time da casa saíram de campo reclamando de dois pênaltis não marcados após os 40 minutos do segundo tempo. Os lances verificados pelo VAR e não marcados pelo árbitro Yuri Elino Ferreira da Cruz.

Dividindo o foco entre o e a Copa , o resultado liga o sinal de alerta no clube. O time gaúcho estacionou nos 24 pontos, na 13ª posição, na parte debaixo da tabela. O Fortaleza, que venceu pela primeira vez no Beira-Rio, emenda seu segundo triunfo seguido na competição, depois de golear o Santos por 4 a 0 na rodada passada e sobe para a oitava posição, com 29 pontos.

A partida começou movimentada com os dois times criando chances boas de gol. Na sua terceira tentativa, o Fortaleza chegou ao gol. Marinho encarou De Pena na área e foi derrubado. Thiago Galhardo cobrou, aos 12 minutos, com categoria, deslocou o goleiro e marcou o primeiro dos cearenses.

Atrás no marcador, o Internacional pressionou e foi colecionando boas oportunidades de gol e acertou duas vezes o travessão do goleiro João Ricardo. A primeira aos 23, com Bruno Henrique, em cobrança de falta pela esquerda. A segunda, no final, aos 43, Maurício, também de falta, mandou no travessão, pelo lado direito. Melhor jogador do Inter, Bruno Henrique exigiu boa defesa de João Ricardo ainda no primeiro tempo.

O Internacional voltou com Wanderson e Renê do intervalo para aumentar os lances ofensivos pelo lado de campo. O time gaúcho, porém, muito ansioso não conseguia construir jogadas objetivas de gol. O Fortaleza, bem postado coletivamente, pegou o controle do jogo e segurava as investidas do time da casa.

Sem inspiração, no final, o Internacional passou a levantar bola na área, atrás do empate. Aos 42, os jogadores gaúchos pediram pênalti em Luiz Adriano e depois em Aránguiz no mesmo lance, porém, o árbitro, após receber instrução do árbitro de vídeo, nada marcou. O Internacional tentou na base da pressão até o final. Nos acréscimos, reclamou de mais um pênalti desta vez em cima de Wanderson, mas, após análise do VAR, nada foi marcado e o jogo acabou mesmo com vitória do Fortaleza.

Pelo Brasileirão, o Internacional volta a entrar em campo no próximo sábado diante do Flamengo, no Maracanã, às 18h30. Antes, porém, o time gaúcho faz na terça-feira o primeiro jogo das quartas de final da Copa Libertadores contra o Bolívar, fora de casa, em La Paz, na Bolívia, às 19h.

O Fortaleza, pelo Brasileirão, joga no domingo (27) diante do Coritiba, na Arena Castelão, às 18h30. O time cearense também tem compromisso no meio da semana. Faz o primeiro jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana diante do América-MG, no Independência, em (MG), às 19h, na quinta-feira.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 X 1 FORTALEZA

INTERNACIONAL – Rochet; Igor Gomes, Vitão (Hugo Mallo), Nico Hernández e De Pena (Renê); Gabriel, Matheus Dias (Wanderson) e Bruno Henrique (Alan Patrick); Mauricio (Aránguiz), Pedro Henrique e Luiz Adriano. Técnico: Eduardo Coudet.

FORTALEZA – João Ricardo; Tinga, Emanuel Brítez, Marcelo Benevenuto e Bruno Pacheco; Caio Alexandre, Zé Welison e Pochettino (Pedro Augusto); Machuca (Guilherme), Marinho (Yago Pikachu) e Thiago Galhardo (Lucero). Técnico: Juan Pablo Vojvoda

GOL – Thiago Galhardo (pênalti), aos 12 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Nico hernandez, Bruno Henrique, Pedro Henrique e Rochet (Internacional); João Ricardo, Zé Welison, Lucero, Pochettino, Marinho e Thiago Galhardo (Fortaleza).

ÁRBITRO – Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ).

RENDA – R$ 395.486,00.

PÚBLICO – 17.876 torcedores.

LOCAL – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).